A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Setembro de 2017

11/09/2017 10:56

Após furacão, companhias aéreas remarcam passagens para EUA

Renata Volpe Haddad
Cenário de Miami, um dia antes do furacão IRMA passar pela Flórida. (Foto: Arquivo pessoal)Cenário de Miami, um dia antes do furacão IRMA passar pela Flórida. (Foto: Arquivo pessoal)

Furação Irma que passou pela Flórida, Estados Unidos, ontem (10), fechou o aeroporto de Miami por tempo indeterminado. Com isso, as companhias aéreas se anteciparam e começaram a remarcar as passagens para passageiros de Mato Grosso do Sul com viagem programada, sem custo adicional.

Segundo as companhias de viagem de Campo Grande, quando eventos climáticos como furacões acontecem, quem se responsabiliza pelas passagens são as próprias companhias aéreas e os clientes não têm custo adicional.

De acordo com a gerente da Premier Turismo, Sandra Fontoura, como a passagem do furucão foi avisada com antecedência, as companhias aéreas liberaram para fazer remarcação de passagem sem custo extras para os passageiros. "Eles determinam um período e isenta os passageiros das multa. Nossos clientes que estavam lá em Orlando, nós conseguimos embarcar de volta antes do furacão chegar. As companhias colocaram voos extras", explica.

Todos os voos que estavam marcados entre os dias 5 e 12 de setembro para Miami e Orlando, Cuba e Punta Cana, foram liberados para serem remarcados sem multas. "As passagens devem ser remarcadas em até 25 dias da data do voo original".

Com relação a procura por pacotes com destino para Disney, Sandra conta que a procura para o feriado de outubro e para janeiro, continuam normais. "Não impacta em nada para gente, pois a Disney é um destino que vende muito. Para o Caribe que pode ser que tenha uma queda por causa das ilhas que foram totalmente atingidas, mas isso a gente só vai saber mais para frente", esclarece.

Segundo a gerente da Viaje Mais Turismo, Alessandra Duailibi, o passageiro que não pode remarcar a viagem no prazo estipulado pela companhia aérea, paga apenas a diferença de passagem no dia que puder viajar. "As companhias enviam comunicados com as regras, os dias que podem ser remarcados as viagens. O impacto maior é quando o passageiro não pode viajar no prazo estipulado pela empresa, mas aí ele precisa pagar uma diferença na passagem", explica.

Sobre as próximas viagens marcadas para Disney, Alessandra diz que há passageiros embarcando no fim do mês. "Tem previsão de outros furações atingirem os Estados Unidos, mas a gente cuida da rota e se coincidir com a data da viagem, até os hotéis de lá cancelam a viagem".

Os clientes da Ver o Mundo Viagens reacomodaram as passagens depois do furacão Irma. De acordo com a agente de viagem, Emily Ferreira, as companhias aéreas remarcaram os voos sem custo. "Disney é um destino sempre procurado, é difícil passageiro que cancele a viagem".




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions