A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/11/2017 09:58

Black Friday surpreende comerciantes do Centro e promoções continuam

Balanços ainda não foram fechados, mas algumas lojas calculam aumento de 50% nas vendas.

Ricardo Campos Jr.
Cartazes da Black Friday continuam no Centro (Foto: André Bittar)Cartazes da Black Friday continuam no Centro (Foto: André Bittar)
Na City Lar, os itens da linha branca, celulares e eletrodomésticos foram os mais procurados.(Foto: Andre Bittar)Na City Lar, os itens da linha branca, celulares e eletrodomésticos foram os mais procurados.(Foto: Andre Bittar)

O movimento na Black Friday surpreendeu os comerciantes do Centro. Os balanços ainda não foram fechados, mas algumas lojas estimam aumento de até 50% nas vendas e para quem deixou de comprar, produtos que sobraram nas prateleiras continuam com descontos até o início de dezembro, de olho na primeira parcela do 13º salário.

“Foi melhor do que eu esperava. Tivemos um bom retorno”, diz Greice Hellen Martins, gerente da Damyller da Rua 14 de Julho. As calças jeans por R$ 49 foram as peças mais procuradas durante o fim de semana.

Na City Lar, os itens da linha branca, celulares e eletrodomésticos foram os mais procurados. “Foi excelente. Tivemos aumento de 15% a 20% nas vendas em relação a 2016”, afirmou o gerente Fábio Barbosa, 40 anos.

O local ainda está com as faixas da Black Friday para que os descontos nos produtos que restaram no estoque atraiam os clientes.

Lucimar Ribeiro Passos, dona da Aquarela Moda Praia, participou da ação promocional pela primeira vez desde que abriu. O estabelecimento fica dentro do Shopping Pátio Central, onde todos os estabelecimentos disponibilizaram itens até 70% mais baratos.

Na Aquarela Moda Praia, que aderiu à Black Friday pela primeira vez, produtos continuam pela metade do preço (Foto: André Bittar)Na Aquarela Moda Praia, que aderiu à Black Friday pela primeira vez, produtos continuam pela metade do preço (Foto: André Bittar)

Segundo ela, as vendas aumentaram cerca de 40% após um “começo de mês terrível”, diz a empresária. Pensando na renovação de estoque para o fim de ano, e para atrair os compradores que não conseguiram aproveitar os descontos, ela vai manter os preços das peças até o começo de dezembro.

Na Badulaque, que trabalha com acessórios e bijuterias, o incremento da Black Friday foi na ordem de 10%, segundo a gerente Karla Mesquita, 38 anos. “Foi muito bom, bem melhor que nos anos anteriores”.

As promoções seguem até dia 30 com descontos de 30% a 70% nos produtos. “Eu acho que algumas pessoas guardaram dinheiro para aproveitar as promoções, já que muitos pagaram à vista ou no débito”.

Na TNG, também dentro do Shopping, os vendedores afirmam que no sábado o movimento foi melhor do que na sexta, talvez porque muitos deixaram para ir às compras no fim de semana, já q que sexta foi dia útil. Eles calculam que em relação a um dia normal, houve aumento de 50% no fluxo de clientes, principalmente em busca do jogo de quatro camisetas por R$ 100 e as calças jeans de R$ 59.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions