ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 23º

Economia

Com projeção de investimento bilionário em MS, Paper compra gigante canadense

Empresa que trava batalha judicial para o controle da Eldorado em MS pretende expandir a área de atuação

Jhefferson Gamarra | 03/03/2023 09:45
Empresa instalada em Três Lagoas é alvo de disputa judicial. (Foto/Divulgação)
Empresa instalada em Três Lagoas é alvo de disputa judicial. (Foto/Divulgação)

A Paper Excelence, que trava uma batalha judicial para o controle da Eldorado Celulose em Mato Grosso do Sul, anunciou nesta quinta-feira (2) a conclusão da compra da Resolute Forest Products, empresa de papel e celulose canadense avaliada em U$ 1,7 bilhão, cerca de R$ 8,8 bilhões, se convertidos em real.

Essa é a terceira aquisição bilionária da Paper, se credenciando entre os dez maiores conglomerados globais do segmento de papéis e confecções de embalagens. Com a ação, o grupo poderá expandir sua área de atuação, tendo em vista que a Resolute é líder do mercado norte-americano na produção de tecido e madeira para a construção civil.

“O negócio da Resolute será complementar ao nosso. Ele apresenta novos produtos à nossa oferta e nos permite receber uma força de trabalho impressionante, fortalecendo nossa equipe existente. Estamos bem posicionados com a adição de capacidade competitiva de madeira em um momento de escassez significativa no estoque de imóveis em toda a América do Norte”, afirmou Patrick Loulou, vice-presidente e diretor de estratégia do Paper Excellence Group.

Em meio ao entrave judicial, a Paper projeta novos investimentos, na casa dos R$ 16 bilhões para uma segunda linha de produção em Mato Grosso do Sul, onde em 2017 comprou a Eldorado Celulose, em Três Lagoas, mas ainda não conseguiu assumir o controle devido à batalha judicial que se arrasta nos tribunais com irmãos Wesley e Joesley Batista, proprietários da J&F, sócia da Paper na aquisição da Eldorado. A Paper Excellence detém 49,1% e nenhuma gerência sobre o negócio.

O imbróglio judicial que envolve a compra da fábrica Eldorado em Mato Grosso do Sul se arrasta na Justiça há cinco anos. Entre 2018 e 2021 a ICC (Câmara de Comércio Internacional) entendeu que havia boa-fé da Paper Excellence ao longo da negociação da compra e venda, então decidiu por unanimidade o direito da companhia em assumir a gestão da produtora de celulose brasileira.

Os irmãos Batista questionaram o resultado, alegando que a sentença extrapolava os limites da convenção arbitral, que a empresa teria sido espionada pela própria sócia, com uma invasão cibernética, entre outros conflitos de interesse não revelado pelos árbitros. O processo judicial envolvendo as partes é considerado o maior litígio do Brasil.

Nos siga no Google Notícias