A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

12/05/2018 12:42

Comércio espera vender em um dia tudo o que não lucrou na semana

Pesquisa da Fecomércio aponta que a data deve movimentar R$ 51,16 milhões em Campo Grande

Guilherme Henri e Mirian Machado
Centro de Campo Grande virou verdadeiro formigueiro de pessoas as vésperas do Dia das Mães (Foto: Paulo Francis)Centro de Campo Grande virou verdadeiro "formigueiro" de pessoas as vésperas do Dia das Mães (Foto: Paulo Francis)

Com o Centro lotado nesta manhã, comerciantes da Capital esperam vender na véspera do Dia das Mães tudo o que não conseguiram lucrar durante a semana. Pesquisa da Fecomércio aponta que a data deve movimentar R$ 51,16 milhões em Campo Grande.

As ruas 13 de Maio, 14 de Julho, Afonso Pena e região do Camelódromo se tornaram verdadeiros “formigueiros” de pessoas, que estão em busca do presente ideal para a homenageada do dia.

Quem aproveitou o movimento foram vendedores ambulantes, que hoje se concentram na região central, porém evitaram entrevistas.

 Ana Lucia da Silva e a filha de 11 anos no Centro da  Capital nesta manhã (Foto: Paulo Francis) Ana Lucia da Silva e a filha de 11 anos no Centro da Capital nesta manhã (Foto: Paulo Francis)

Gerente de uma loja de acessórios, na 14 de Julho, Maria Lica de Jesus, afirma que o movimento mais intenso começou na sexta-feira. “Dia das Mães é como o ‘segundo Natal’ para nós [comerciantes]. Mesmo com a semana um pouco fraca espero vender hoje 40% a mais do que num sábado normal”, estima.

Acompanhada da filha de 11 anos, a faxineira Ana Lucia da Silva, 50 anos, conseguiu arrumar um tempinho neste sábado para comprar o presente da mãe. Porém, com vitrines recheadas de promoções ela também acabou se presenteando. “Comprei um liquidificador por R$ 59. Achei barato, pois um igual a esse eu já havia encontrado pelo dobro fora da data”, revela.

Já a filha dela disse aos sussurros que já comprou o presente da mãe e espera fazer surpresa amanhã (13).

Camelódromo – No lugar o movimenta é igual ou até superior ao do Centro da cidade. A maioria das pessoas que estão ali revelam que estão em busca de valores mais acessíveis.

É o que a afirma a consumidora Sandra. Ela preferiu não informar a identidade completa e foi breve ao dizer que tinha certeza que encontraria o presente da mãe, um perfume importado, com valores menos “salgados”.

A comerciante Mayara Du Vale, 28 anos, espera vender pelo menos a metade do que faturou ano passado (Foto: Paulo Francis)A comerciante Mayara Du Vale, 28 anos, espera vender pelo menos a metade do que faturou ano passado (Foto: Paulo Francis)

Já no balcão, a comerciante MayaraDu Vale, 28 anos, afirma que reforçou o estoque do box que, além dos perfumes também trabalha com maquiagem. “É uma das datas que mais vendem, mas estou achando meio parada este ano, pelo menos na minha área. Ano passado estava mais movimenta”, acredita.

Porém, mesmo com a impressão de baixo fluxo, ela espera vender pelo menos a metade do que vendeu na data passada.

Pesquisa – Pesquisa da Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul), revela que na Capital, a expectativa dos 384 entrevistados entre os dias 9 e 19 de abril é de que as vendas para o Dia das Mães movimentem R$ 51,16 milhões. Do total, R$ 28,72 milhões (56,14%) serão destinados para a compra de presentes. Trata-se de um aumento de 5,49% na comparação com números do ano passado – quando a data movimentou R$ 27,23 milhões.

No camelódromo movimento também é intenso (Foto: Paulo Francis)No camelódromo movimento também é intenso (Foto: Paulo Francis)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions