A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

18/05/2010 21:15

Diversidade industrial fez empregos aumentarem em MS

Redação

Durante a abertura da Expo-MS Industrial, nesta noite, no Pavilhão Albano Franco, o presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen, destacou que a economia do estado conseguiu atingir um grande aumento devido à diversidade do setor industrial.

Entre 2008 haviam 8.308 mil empresas instaladas no estado e neste ano já são 9.625 mil, de acordo com Longen. Ele ainda fez uma comparação com o ano de 1990, em que 3.712 mil empresas funcionavam em Mato Grosso do Sul.

"A geração de empregos, há 20 anos, era de 32 mil. Neste ano já são 104 mil empregos", comemorou.

No leque de indústrias instaladas no estado podem ser citadas empresas de cerâmica, metalurgia, de cana-de-açúcar, carne e turismo. A esse "boom" industrial, Longen apontou como causa a gestão empresarial de referência implementada pela Fiems.

Para o governador André Puccinelli (PMDB), o Poder Público tem agido de forma efetiva para que os agentes políticos colaborem com o crescimento da indústria em Mato Grosso do Sul. Ele disse que o estado tem colaborado para que os empreendedores façam a economia estadual ser sinônimo de sucesso.

Já o senador Delcídio Amaral (PT) frisou que o país nunca cresceu tanto e com tanta intensidade como agora. Os números de crescimento da indústria, em sua opinião, são inquestionáveis e revelam as projeções dos economistas, que indicam que o país vai crescer mais de 6% este ano e que Mato Grosso do Sul costuma crescer mais do que isso.

Ele destacou a diversificação econômica sul-mato-grossense nas áreas de mineração, papel e celulose, metalurgia e o pólo cerâmico de Rio Verde de Mato Grosso.

O deputado estadual Paulo Corrêa (PR) salientou que o presidente da Fiems tem "a estranha capacidade de juntar gente e fazer a gente trabalhar".

Quem também esteve presente na solenidade de abertura da Feira Industrial foi o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), que veio a Campo Grande juntamente com Delcídio.

Feira - A Expo-MS Industrial 2010 possui 170 estandes e conta com 136 expositores. A perspectiva é superar os R$ 30,5 milhões da edição passada, em 2008, quando 30 mil pessoas ligadas ao setor visitaram os estandes. O evento é direcionado a industriários, acadêmicos e empresários.

O Banco do Brasil vai disponibilizar, do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste), R$ 170 milhões para financiamentos para o setor industrial.

A rodada de negócios já com 306 empresários confirmados, sendo 166 do Brasil, 71 da Argentina e 69 dos Estados Unidos e Europa. Eles são dos segmentos de alimentos e bebidas, têxtil, calçados, vestuário, acessórios, couro, construção civil, metalmecânico, móveis e madeira, serviços para as indústrias e comerciais importadoras e exportados.

A entrada é gratuita mas é preciso se cadastrar pelo site www.expoms2010.fiems.org.br.

Procon da Capital abre campanha para orientar comércio e consumidor no Natal
O Procon (Subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor) de Campo Grande dá início nesta segunda-feira (18) a uma semana de orientação e atendimen...
Os limites do “desculpe, seu score está baixo”
Imagine a seguinte situação. Você está navegando em uma grande loja de comércio eletrônico e escolhe um novo celular para compra. Na hora do pagament...
Confaz aprova incentivos fiscais concedidos pelo Governo de MS
O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) aprovou a convalidação de todos os incentivos fiscais concedidos pelo Governo do Estado em Mato G...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions