A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2018

24/12/2017 11:50

Em busca de preço baixo, consumidores saem às ruas mesmo com tempo chuvoso

Muitas pessoas estão em busca de comprar o presente de última hora e aproveitando o tempo livre para passear

Liniker Ribeiro e Anahi Gurgel
A movimentação na região central de cidade. (Foto: Paulo Francis)A movimentação na região central de cidade. (Foto: Paulo Francis)

Mesmo com tempo de chuva, muita gente saiu de casa, na manhã deste domingo (24), para aproveitar as últimas horas antes do Natal e andar pelo comércio na região central de Campo Grande. Pessoas passeando, procurando pelos presentes de última hora e, claro, por descontos.

O cenário diferente do normal, para uma manhã de domingo, afetou inclusive as vagas de estacionamento disponíveis na região. Mesmo assim, com guarda-chuva na mão, o que mais se viu foi gente aproveitando o tempo livre para ir em busca de preço baixo.
"Resolvi tanto fazer compras para minha esposa e filha, quanto passear. Hoje é o único dia que eu consegui fazer isso, por conta do trabalho, então o jeito é aproveitar", afirmou o enfermeiro Greison de Souza Espósito, de 36 anos.

Greison é o exemplo de pessoa que andou muito até encontrar o menor preço. "Achei preços em conta e dentro do orçamento que eu estava prevendo gastar, deu para comprar roupas e perfumes", concluiu.

Até mesmo quem costuma apenas passear pela região central, não resistiu ao preço mais em conta. É o caso da dona de casa, de 55 anos, que pediu para não se identificar, que mesmo com o guarda-chuva na mão, preparada para qualquer mudança no tempo, aproveitou para comprar presentes para as sobrinhas. "Eu venho buscar jornal toda manhã de domingo e hoje eu acabei passando por uma loja e encontrando umas tiaras para crianças e comprando", ralatou.

Mesmo com o movimento um pouco maior, ainda tem lojista torcendo para que dentro das lojas o faturamento também tenha aumento. "A gerencia não estava com uma expectativa muito boa de vendas e de fato a movimentação está bem devagar na loja, as pessoas estão concisas este ano, nem todo mundo está disposto a gastar", revelou o vendedor de uma loja de ótica e relógios, Ronaldo Damião Barbosa, 40.

CDL - A expectativa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande é que haja um aumento de aproximadamente 5% nas vendas, este ano. O número só não será maior, porque muita gente antecipou a compra dos presentes, de acordo com o presidente, Hermas Renan Rodrigues.

"As pessoas anteciparam as compras de Natal na Black Friday", argumentou Hermas, relembrando os descontos de até 90% oferecidos pelos comerciantes, na época. Ainda de acordo com a CDL, 120 mil pessoas, em média, passam atualmente pelo comércio na região central.

Caixa Econômica Federal não usará empréstimo do FGTS em 2018
Apesar da necessidade de cumprir padrões mais elevados de segurança financeira a partir de 2019, a Caixa Econômica Federal não usará o empréstimo de ...
Déficit deverá ficar até R$ 40 bilhões abaixo da meta, diz ministro
O déficit primário – rombo nas contas do governo excluindo os juros da dívida pública – em 2017 deverá ficar de R$ 20 bilhões a R$ 40 bilhões abaixo ...
Prazo para microempreendedor regularizar situação é prorrogado até sexta-feira
Os microempreendedores individuais (MEI) em atraso com o governo ganharam mais três dias para regularizar a situação. O prazo para a quitação das dív...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions