A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Julho de 2018

31/01/2018 19:31

Governo de MS repassou mais de R$ 2,4 bilhões aos municípios em 2017

Montante é 2,13% maior que o total de recursos distribuído entre as prefeituras no ano anterior; ICMS e IPVA compõem a maior fatia dos valores

Humberto Marques
Gestão de Reinaldo Azambuja repassou R$ 2,4 bilhões aos 79 municípios do Estado no ano passado. (Foto: Chico Ribeiro/Segov)Gestão de Reinaldo Azambuja repassou R$ 2,4 bilhões aos 79 municípios do Estado no ano passado. (Foto: Chico Ribeiro/Segov)

Os municípios de Mato Grosso do Sul receberam exatos R$ 2.430.288.999,24 em repasses do governo do Estado, por meio da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), em 2017. O montante é 2,13% superior ao registrado em 2016, quando foram distribuídos R$ 2,37 bilhões às prefeituras. As informações foram publicadas no portal da transparência do governo estadual.

O maior repasse, conforme a assessoria da Sefaz, é referente ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), maior fonte de arrecadação própria do Estado, que teve aumento de 7,35% e subiu de R$ 1,79 bilhão em 2016 para R$ 1,92 bilhão. Constitucionalmente, os municípios têm direito a 25% de toda a arrecadação de ICMS, por meio de critérios definidos por lei.

No Estado, o 75% do ICMS destinado aos municípios é rateado com base no Índice de Valor Adicionado, 3% da receita própria, 5% do ICMS Ecológico, 5% baseado no número de eleitores, 5% tendo como base o território e 7% é repartido igualmente a todos os municípios.

Em 2017, Campo Grande teve o maior valor de receitas do ICMS: R$ 415,7 milhões. Corumbá recebeu R$ 165,7 milhões. Três Lagoas teve direito a R$ 139,9 milhões, à frente de Dourados (R$ 122,8 milhões) e Ponta Porã (R$ 53,3 milhões).

IPVA – O segundo maior repasse é do IPVA (Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores). Do total arrecadado, 50% são revertidos para o município em que o veículo está registrado. Ao todo, foram destinados R$ 298.862.944,84 aos municípios em 2017, contra R$ 279.706.147,97 no ano anterior –aumento de 6,85%.

Com a maior frota do Estado, Campo Grande teve também o maior repasse do imposto (R$ 122,9 milhões). Na sequência aparecem Dourados (R$ 30,2 milhões), Três Lagoas (R$ 17,4 milhões), Ponta Porã (R$ 8,5 milhões) e Corumbá (R$ 6,5 milhões).

As outras transferências são referentes ao Fundersul Agropecuária, que fechou o ano em R$ 70.323.383,39, Fundersul Combustíveis (R$ 69.586.954,63), FIS (Fundo de Investimento Social, R$ 32.918.202,76), IPI Exportação (Imposto sobre Produtos Industrializados, R$ 23.284.854,95) e Cide-Combustíveis (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico incidente sobre importação e comercialização de combustíveis, R$ 11.283.946,82).

Conforme o secretário de Estado de Fazenda, Guaraci Fontana, os repasses garantem que os prefeitos utilizem a verba de acordo com as demandas municipais, que incluem o pagamento de servidores e políticas públicas em áreas Educação, Saúde, Segurança, entre outros. As finanças municipais são compostas, basicamente, de receitas próprias e transferências dos Estados e União.

Municípios têm até 15 de março para pedir recursos do ICMS Ecológico
Educação ambiental, combate a queimadas, apoio a unidades de conservação e terras indígenas são ações que podem ser ampliadas nos municípios com recu...
Robô auxilia advogados no cálculo de restituição do ICMS na conta de energia
Tese de ilegalidade do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre itens da conta de energia elétrica ganhou suporte de rôbo assi...
Senado aprova aumento do repasse da União para os municípios
O Senado aprovou nesta quarta-feira (6) a proposta de emenda à Constituição que aumenta o repasse da União às prefeituras por meio do Fundo de Partic...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions