A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

19/01/2017 12:36

Perfil do cliente muda e venda de veículos semi-novos dispara em MS

Renata Volpe Haddad
Vendas de veículos semi-novos em Mato Grosso do Sul cresceu 166% no ano passado. (Foto: Arquivo/ Campo Grande News)Vendas de veículos semi-novos em Mato Grosso do Sul cresceu 166% no ano passado. (Foto: Arquivo/ Campo Grande News)

Economia. A palavra do momento alavancou em 166% as vendas dos veículos semi-novos em Mato Grosso do Sul no ano passado, seguindo a trajetória de 2015. Dados da Unidade de Financiamentos da Cetip mostram que em 2016, foram vendidos 17.522 carros novos, contra 46.631 veículos usados.

Em 2015, foram vendidos 23.168 veículos novos contra 46.144 carros semi-novos. Os números são satisfatórios tanto para os gerentes de concessionárias quanto para os clientes, que preferem economizar.

Exemplo disso é o empresário Klevin Menin, 25. Ele sempre comprou carros novos, mas no ano passado optou por um modelo semi-novo, modelo 2012. “Foi mesmo um gosto particular, por sempre querer ter esse carro, mas como ele estava em ótimas condições, acabei trocando o meu”, explica.

Mas antes de comprar, ele analisou bem o veículo. “Sabia que teria que comprar quatro pneus novos e não tive nenhum problema. Se fosse comprar um modelo novo na concessionária, gastaria R$ 30 mil a mais”, alega.

Preferidos - O gerente de semi-novos da Fiat Enzo, Eduardo César Pineli, explica que veículos com até três anos de uso, têm sido a preferência dos consumidores. “O que acontece é que um carro de ano 2013, por exemplo, já teve desvalorização no preço, então o cliente acaba pagando mais barato em um carro praticamente novo”.

Pineli explica que o momento político e econômico brasileiro, contribui para o aumento das vendas de semi-novos. “A concessionária vem tentando alavancar o mercado de novos, comprando carros mais baratos da fábrica, mas não tem sido fácil. Em 2017, acho que a tendência é seguir os mesmos passos do ano passado”.

Para o gerente da Perkal, Jurandir Espíndola Catharinelli, carro semi-novo está tendo uma procura maior, devido a falta de incentivos no mercado do 0km. “Quando a vendas dos novos têm incentivos em taxa de juros, o mercado do semi-novos fica em baixa e vice e versa”.

Segundo ele, a preferência pelo semi-novos deve-se aos preços mais em conta. “Os consumidores procuram bastante nas concessionárias porque esses veículos passam por uma inspeção, são carros mais selecionados e todo semi-novo que entra aqui, vende rápido”, afirma.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions