ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  26    CAMPO GRANDE 29º

Economia

Pesquisa aponta queda de 16% nas compras no Dia dos Pais

Entrevistados pretendente gastar no máximo R$ 120 com presente

Por Tainá Jara | 03/08/2020 14:02
Abertas de forma restrita, lojas se preparam para vender no Dia dos Pais (Foto: Kisie Ainoã)
Abertas de forma restrita, lojas se preparam para vender no Dia dos Pais (Foto: Kisie Ainoã)

Levantamento realizado pala CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande) apontou expectativa de queda de 16% nas compras para o Dias dos Pais deste ano. Apesar da situação de pandemia ter impacto direto na economia, o valor médio que os entrevistados pretendem gastar para presentear é de até R$ 120. Diferença de apenas R$ 10 em relação ao ano passado.

Realizada entre os dias 30 e 31 de julho, com 420 consumidores, das sete regiões da Capital, via telefone, para saber a intenção de compras para a celebração do próximo domingo.

Para o presidente da CDL CG, Adelaido Vila, é um momento importante para o comércio. "Em razão da pandemia temos perdido datas importantes para o comércio. Tivemos Dia das Mães, mas sempre temos a esperança de uma recuperação e que hajam boas vendas. Apesar das dificuldades queremos ser otimistas", enfocou.

Mesmo com cenário desfavorável as compras, o levantamento mostrou que 64% dos entrevistados pretendem presentear, 14% ainda não sabem e 22% não pretendem, ou não poderão comprar o presente para os pais

A perfumaria é o item mais desejado, com 31%. Em segundo vem os calçados com 27%, terceiro está o vestuário com 18% e na sequência os eletroeletrônicos com 9% e 15 % ainda não sabem o que comprar.

Apesar da recomendação de isolamento social para evitar a disseminação do novo coronavírus, 32% por cento dos entrevistados alegaram que devem comprar no shopping, pelo conforto e praticidade.

Pelo preço e variedade, 26% responderam que vão comprar nas lojas do centro. Nos bairros, foi a resposta de 20% dos entrevistados. Doze por cento vai adquirir pela internet e 10% não sabem.

Entre os entrevistados, 73% pretende comemorar a data. Já 28% pretende sair para almoçar e 45% acredita que irá comemorar em casa e 27% ainda não sabe.

Regras de comentário