A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

24/07/2012 13:53

Postos trabalham no limite do estoque de gasolina para atender clientes

Mariana Lopes

Nesta terça-feira serão entregues 250 mil litros entre os postos de Campo Grande. A expectativa é de que até amanhã a distribuição volte ao normal, mas não há garantia.

No posto Gueno Prosa, os cinco mil litros dá para, no máximo, um dia (Foto: Minamar Júnior)No posto Gueno Prosa, os cinco mil litros dá para, no máximo, um dia (Foto: Minamar Júnior)

Há quase uma semana com problemas na distribuição de gasolina, os postos de combustíveis de bandeira BR de Campo Grande ainda trabalham no limite para conseguir atender os clientes. Nesta terça-feira (23), não faltou gasolina, mas os proprietários dos postos temem que o racionamento desencadeie um problema maior, também prevendo a ameaça de paralisação dos caminhoneiros a partir de amanhã.

O posto Aurora, no cruzamento das ruas Dom Aquino e Rui Barbosa, ficou parte do sábado, o domingo todo domingo e a manhã de segunda-feira sem gasolina. Hoje, segundo o gerente, José Eduardo da Silva, a quantidade de gasolina que resta não chega ao final da manhã.

A BR Distribuidora, por meio da assessoria de imprensa, alega que a demanda está aquecida, o que provoca uma pressão logística e, consequentemente, gera problema de suprimento dos postos.

Mesmo com a opção flex, os gerentes dos postos garantem que a gasolina sai muito mais do que o etanol. No Gueno Prosa, por exemplo, 10 mil litros de etanol duram quase um mês, enquanto 5 mil litros de gasolina são vendidos em um dia, segundo o gerente, Edesio Alves Quevedo.

Jaime abastece o taxi todos os dias e se preocupa com a falta de gasolina (Foto: Minamar Júnior)Jaime abastece o taxi todos os dias e se preocupa com a falta de gasolina (Foto: Minamar Júnior)

O taxista Jaime Rodrigues de Oliveira, 58 anos, conta que abastece o carro todos os dias e só com gasolina, mesmo sendo flex, e espera que o problema de distribuição do combustível seja passageiro. “Nunca coloquei etanol e tenho medo de dar problema se caso precisar colocar. É meu ganha pão, se faltar gasolina não tenho como trabalhar”, diz.

O gerente Militão Renovato Pires, do posto Santa Conceição, na rua 13 de Maio com a avenida Afonso Pena, afirma que 97% da venda de combustível é de gasolina. “Por enquanto não tivemos falta do produto, mas se a distribuidora não atender nosso pedido de hoje, pode ser que falte”, alerta.

Vai chegar-Segundo a assessoria de imprensa BR Distribuidora, nesta terça-feira serão entregues 250 mil litros entre os postos de Campo Grande. A expectativa é de que até amanhã a distribuição volte ao normal, mas não há garantia.

No pátio da BR distribuidora, caminhões parados. Os caminhoneiros alegam que falta gasolina para levar aos postos. (Foto: Rodrigo Pazinato)No pátio da BR distribuidora, caminhões parados. Os caminhoneiros alegam que falta gasolina para levar aos postos. (Foto: Rodrigo Pazinato)

Paralisação dos caminhoneiros-Na manhã de hoje, os caminhões que distribuem gasolina aos postos de Campo Grande e região estavam parados no pátio da BR Distribuidora. Segundo os caminhoneiros, que não quiseram se identificar, não havia gasolina para levar aos postos.

Para amanhã, caminhoneiros de todo o Brasil organizam uma paralisação nas estradas em protesto para melhorias na categoria. A partir da meia noite, todos devem parar onde estiverem e só retornar às estradas após 24 horas.

Se isso ocorrer, de acordo com os caminhoneiros, não haverá como a gasolina chegar aos postos. “A gente movimenta o País”, afirmam. Segundo a assessoria de imprensa da BR Distribuidora, a empresa está monitorando a situação e, se for preciso, fará planos de contingência para levar produtos de pólos de suprimento alternativos.



sera que não esta havendo excesso de companherada no postos chaves da distribuidora BR vinculada a Petrobras?
 
Fernando Silva em 24/07/2012 07:24:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions