A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

31/05/2019 09:19

Revista credita a MS caso de doença que ocorreu em Mato Grosso

A doença da vaca louca, quando atípica, não se configura em risco para a saúde humana

Aline dos Santos
Rebanho de Mato Grosso do Sul não tem caso da doença. (Foto: Famasul)Rebanho de Mato Grosso do Sul não tem caso da doença. (Foto: Famasul)

O portal da DBO, revista especializada em pecuária, creditou a Mato Grosso do Sul uma suspeita de caso atípico da doença vaca louca, mas, o episódio foi em Mato Grosso. A notícia foi divulgada ontem, sendo corrigida nesta sexta-feira (dia 31).

Com o impacto na cadeia da carne, o titular da SFA/MS (Superintendência Federal de Agricultura), Celso Martins, esclareceu hoje ao Campo Grande News que em Mato Grosso do Sul não há registros da doença. “Agora, no Mato Grosso está sob investigação e tudo indica que é caso atípico. Animal com idade avançada e não há comprometimento sanitário” .

Segundo ele, essa suspeita no Mato Grosso, por ser caso atípico, não representa risco ao consumo de carne. A expectativa é de que a o resultado dos exames seja divulgado em uma semana.

Conforme a coluna Vaivém das Commodities, publicada na Folha de São Paulo, o caso está sob investigação, mas ainda sem confirmação se é uma Encefalopatia Espongiforme Bovina, a chamada doença da vaca louca.

O Brasil já teve dois casos atípicos confirmados, em 2014, também em Mato Grosso, e em 2010, no Paraná. Países chegaram a barrar a carne brasileira, mas o País conseguiu manter status de risco insignificante para a enfermidade.

A chamada doença da vaca louca, quando atípica, não se configura em risco para a saúde humana, segundo a OIE (Organização Mundial da Saúde Animal).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions