ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 19º

Economia

Secretário se reúne com banco interamericano para tratar de recursos de U$ 12 mi

Por Renata Volpe Haddad | 22/10/2015 21:15
Secretário se reuniu com representantes do Bid e afirmou que precisa buscar proposta e ideias novas. (Foto: Marycleide Vasques/ Divulgação)
Secretário se reuniu com representantes do Bid e afirmou que precisa buscar proposta e ideias novas. (Foto: Marycleide Vasques/ Divulgação)

Para tratar dos recursos no valor de U$ 12 milhões destinados ao Profisco/MS (Projeto de Modernização Fiscal do Estado), o secretário de Estado de Fazenda, Marcio Monteiro se reuniu nesta semana com representantes do Bid (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Angariado ainda na gestão anterior, o recurso está em plena execução e o projeto será finalizado em outubro de 2016.

Até outubro de 2015, foram investidos U$ 8,9 milhões direcionados para o SPF (Sistema de Planejamento Financeiro), que é utilizado para controlar a aplicação dos recursos públicos e monitorar os gastos realizados pelo governo, além de arrecadação; definição de modelo de governança estratégica; renovação de equipamentos de TI (Tecnologia da Informação); reforma de 38 Agenfas (agências fazendárias) concluídas; ampliação da estrutura para armazenagem e processamento de dados; capacitação; aquisição de veículos para fiscalização e outros.

Conforme Monteiro, agora o governo tem outros desafios. “Que são modernizar os postos fiscais e desenvolvimento de novos sistemas visando mais agilidade, comodidade, desburocratização e o aumento na arrecadação. O banco é um grande parceiro nisso”, afirmou o secretário.

“Entendemos o avanço que tivemos com os resultados. Precisamos buscar propostas e ideias novas, que sem sombra de dúvidas devem contribuir para todo o sistema de arrecadação, com o objetivo de prestar melhores serviços e atendimento ao contribuinte. Quando o projeto foi concedido, não tivemos o prazer de acompanhar. Mas teremos o privilégio de implantar a etapa final”, ressaltou Monteiro.

Já a especialista do Bid, Ana Lúcia Paiva Dezolt, que esteve fiscalizando a utilização dos recursos e a forma de aplicação, elogiou a equipe de trabalho da Sefaz. Para a equipe, a avaliação positiva foi muito significativa devido a importância do Profisco na saúde financeira de Mato Grosso do Sul.

O secretário de SAD (Administração e Desburocratização), Carlos Alberto Assis, que participou da reunião, alegou que as licitações ficaram a cargo da pasta. “Essa reunião serviu para mostrar que o governo do Reinaldo Azambuja é transversal, isto é, todas as secretarias se falam. Na Administração temos a central de compras que está empenhada em agilizar as aquisições necessárias ao projeto da Sefaz”, finalizou.

Nos siga no Google Notícias