A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

16/08/2019 13:44

Sem acostamento e sinalização, prefeitos apoiam concessão de MS-306

Para prefeitos de Chapadão do Sul e Costa Rica, a privatização é positiva

Fernanda Palheta
Trecho da rodovia MS-306 (Foto: Chapadense News)Trecho da rodovia MS-306 (Foto: Chapadense News)

A falta de sinalização e de acostamento na rodovia MS-306 são fatores que contribuem para o aumento de acidentes trecho. É o que apontam os prefeitos de Chapadão do Sul e Costa Rica, João Carlos Krug e Waldeli dos Santos Rosa, respectivamente. 

Segundo eles, a concessão de 220 quilômetros da rodovia MS 306, debatida durante audiência pública nesta sexta-feira (16), deve atender as necessidades da região. Para eles, a privatização é positiva.

“É uma rodovia que é muito perigosa. Não tem nem acostamento, nem sinalização. No período de chuvas, por exemplo, o trânsito fica ainda mais pesado”, afirma o prefeito de Chapadão do Sul, João Carlos Krig.

O problema de segurança é reforçado pelo prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa. Ele aponta que as condições da via aumentam o número de acidentes no trecho que lembra da última morte. 

Em julho, Claudete Oliveira Fortes Gomes, de 39 anos, morreu em um acidente com um micro-ônibus da Prefeitura de São Gabriel do Oeste. O veículo, com nove passageiros, capotou e caiu no acostamento. 

“A rodovia está em péssima de construção de uso, sem acostamento, sem sinalização e com muitos carros. Esses acidentes são constantes em decorrência dessa condição. A revitalização, seja ela através do governo ou de uma empresa, é necessária”, disse o prefeito de Costa Rica.

Participantes ativos da construção do projeto de concessão, os prefeitos afirmaram que durante as discussões reforçaram a necessidade de melhorar a sinalização do trecho de escoamento da produção agrícola do Estado.

“Entre os pontos que apresentamos está a necessidade da sinalização, de terceira faixa em locais críticos e do acostamento, que hoje não existe. Por isso essa privatização é positiva. É um sonho de toda a região”, completou, Waldeli.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions