A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

10/01/2017 18:47

Setor aéreo gerou R$ 180,6 milhões em impostos para Mato Grosso do Sul

Ricardo Campos Jr.
Aeronave decolando do Aeroporto de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)Aeronave decolando do Aeroporto de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)

Estudo conduzido pela Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) aponta que o setor aéreo arrecadou R$ 180,6 milhões em impostos em Mato Grosso do Sul em 2016, tendo movimentado R$ 2,1 bilhões levando em consideração a receita das companhias aéreas em Mato Grosso do Sul e de seus fornecedores, mais o turismo viabilizado pelo setor.

Isso significa que esse tipo de transporte contribuiu com 1,6% da produção total do estado. A parcela é menor do que o índice nacional, com 3,1% de participação na produção brasileira. No estado, a aviação e os setores correlatos geraram 49 mil empregos.

A pesquisa foi realizada com base em dados oficiais disponíveis pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Por outro lado, o estado ainda está aquém na quantidade de embarques. O índice de viagens em Mato Grosso do Sul é de 0,34 por habitante anualmente. A distância média percorrida por quem decolou em algum aeroporto no estado foi de 733 quilômetros.

O estado contribui com 0,93% do total de embarques anuais em voos domésticos no país, parcela inferior à participação de sua economia na produção brasileira, de 1,34%.

A pesquisa também constatou que o transporte de carga aérea é pequeno para os números da economia local. A pesquisa mostrou que o volume de carga transportado por esse meio de transporte foi de 1.617.436 quilos, o que corresponde a apenas 0,25% do que foi transportado em todo o país.

Preço do GLP industrial terá aumento de 5% a partir desta quinta
A Petrobras vai reajustar em 5% o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) industrial e comercial às distribuidoras, a partir de amanhã (20). O Sindicato Nac...
BC mantém juros básicos em 6,5% ao ano pela quarta vez seguida
Pela quarta vez seguida, o BC (Banco Central) não alterou os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Copom (Comitê de Política Monetária) mante...
Dólar opera em queda e fecha cotado a R$ 4,12 para venda
A cotação do dólar fechou o pregão desta quarta-feira (19) em baixa de 0,43%, cotada a R$ 4,1242 para venda. O Banco Central manteve a política tradi...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions