A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

14/08/2018 10:09

Setor de serviços se recupera e cresce 5,3% em junho, aponta IBGE

Em maio, seguimento teve a pior retração do ano ao despencar 8,2%

Ricardo Campos Jr.
Passageiros embarcam na Rodoviária de Campo Grande: seguimento de Transporte e Correio cresceu 15,7% em junho no país (Foto: Saul Schramm/arquivo)Passageiros embarcam na Rodoviária de Campo Grande: seguimento de Transporte e Correio cresceu 15,7% em junho no país (Foto: Saul Schramm/arquivo)

O volume de serviços oferecidos em Mato Grosso do Sul aumentou 5,3% entre os meses de maio e junho, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (14) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O estado teve o sexto melhor resultado do país, mas ficou abaixo da média de crescimento brasileira de 6,6%.

Contudo, o indicador representa uma recuperação do setor, que entre abril e maio teve o pior percentual do ano ao recuar 8,2%.

Na comparação com junho do ano passado, houve retração de 2,5% no volume de serviços, também na contramão nacional, que teve um crescimento tímido de 0,6%. Já no acumulado do primeiro semestre de 2018, Mato Grosso do Sul registrou queda de 1,3% no volume de serviços.

A receita obtida pelas empresas do ramo cresceu 5,1% entre os dois últimos meses do primeiro semestre. A pesquisa só traz os percentuais e não informa as cifras. Os dados apontam também que no acumulado deste ano, houve aumento de 2,9%.

Brasil - O resultado de 6,6% no volume nacional de serviços representa uma recuperação do setor após a queda de 5,0% registrada em maio, quando ocorreu a greve dos caminhoneiros. 

Quatro das cinco atividades que fizeram parte da pesquisa acompanharam esse crescimento. O destaque foi Transporte e Correio, que cresceu 15,7% em junho e eliminou a perda de 10,6% verificada em maio.

O seguimento de Transporte Terrestre teve a maior taxa da série histórica (23,4%) em junho de 2018, impulsionado principalmente pelo aumento na receita das empresas de transporte rodoviário de carga, que representam 59,7% dos transportes terrestres.

Em relação a junho de 2017, o volume de serviços avançou 0,9%. Esta foi a segunda taxa positiva do ano nessa comparação. Dessa forma, foi registrada redução no ritmo de queda do acumulado do ano, que passou de -1,3% em maio para -0,9% em junho.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions