ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 26º

Economia

Turismo em Corumbá está sendo reforçado pelas bases, diz prefeito

Por Vinícius Squinelo | 02/12/2013 20:14

Apontada como cidade de maior evolução no Índice de Competitividade do Turismo no Brasil, entre as não capitais, Corumbá investe hoje em infraestrutura, mobilidade e diversificação, com objetivo confirmar o status de um dos maiores destinos dos turistas no Brasil. Pelo menos esta é a visão do prefeito Paulo Duarte (PT), que assumiu este ano a gestão do município e apontou o setor como uma das prioridades na administração.

Corumbá, distante 419 quilômetros de Campo Grande, foi apontada pelo ministro do Turismo, Gastão Vieira, como o principal polo turístico da região Centro-Oeste.

“Tenho dito que o caminho que vai melhorar a qualidade de vida e a geração de renda da cidade é o turismo”, afirmou Paulo Duarte. “Temos na mão um diamante a ser dilapidado, que é Corumbá, e estamos trabalhando para isso”, garantiu.

Diferente de anos anteriores, Corumbá não viveu uma baixa temporada em novembro, mês de início da piracema em Mato Grosso do Sul. Eventos como o Pantanal Extremo, Moinho Cultural e uma feira agropecuária internacional, todas com apoio da administração pública, ajudaram a manter o movimento da cidade em alta, e os hotéis cheios.

São diversas linhas de investimento no município, todas voltadas para a “base”, a infraestrutura já existente em Corumbá.

O portal de entrada da cidade e a rodoviária, por exemplo, passam por reformas, para dar uma nova “cara” à cidade, em especial para quem chega no município pela primeira vez.

“Estamos investimento muito na recuperação do patrimônio histórico, além do turismo ecológico, cultural e contemplativo, para não ficarmos apenas reféns do turismo da pesca”, explicou Duarte.
Ainda segundo a prefeitura, a pesquisa mostra que a cidade, que inclusive criou recentemente um Conselho Municipal de Turismo, está no caminho certo.

“Nosso objetivo é que Corumbá se torne referência no turismo”, emendou Paulo Duarte.

Corumbá deve voltar a ter cinema, através de convênio entre a administração pública e o Sesc, além de buscar integração com a Bolívia, visando que cada país mostre o que tem de melhor aos turistas.

Pesquisa – No índice geral, a Cidade Branca teve evolução de 9,1 pontos, de 48,6 para 57,7 pontos. É a maior evolução entre as não capitais.

“Corumbá é hoje um polo de desenvolvimento da região Centro-Oeste principalmente pela infraestrutura geral (75,2), o que se deve, em parte, ao serviço público de atendimento médico em emergências 24 horas, e pelos atrativos turísticos (69,2), o que se deve à conservação ambiental de seus recursos, especialmente no Pantanal”, ressalta o ministério, em nota sobre a divulgação da 5ª Edição do Índice de Competitividade do Turismo Nacional, ferramenta desenvolvida em conjunto com o Sebrae e Fundação Getúlio Vargas.

Corumbá teve evolução expressiva em 12 meses no quesito políticas públicas, com salto de 18,8 pontos, de 43,6 para 62,4 pontos. Na parte de monitoramento, a evolução foi ainda maior, de 34,8, de 12,7 para 47,7. Já no quesito aspectos culturais, o aumento foi de 14,7 pontos, de 44,4 para 59,1.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário