A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Julho de 2018

01/02/2018 08:26

Você é bom pagador? Qual sua nota? Em MS, a maioria está na média

Ferramentas ajudam a verificar se você é ou não "bom aluno" quando o assunto é pagar as contas

Osvaldo Júnior
Entre os instrumentos para você saber se é ou não um bom pagador, está o Score Serasa, com consulta grátis (Foto: Saul Schramm)Entre os instrumentos para você saber se é ou não um bom pagador, está o Score Serasa, com consulta grátis (Foto: Saul Schramm)

Quando a disciplina em questão é finanças domésticas, os maus alunos têm menos chances de conseguir empréstimo ou fazer compras parceladas. Entre os instrumentos para avaliar o desempenho como gestor do próprio orçamento, está o score de crédito, que mensura o hábito de pagamento. No score do Serasa Experian, um dos maiores bancos de dados do País, a “nota média” dos consumidores de Mato Grosso do Sul é de 505, numa pontuação que vai de zero a mil.

A pontuação geral dos sul-mato-grossenses não é baixa nem alta. Se o mercado fosse uma escola, os consumidores do Estado passariam de ano “raspando”. De acordo com o Serasa, quem tem entre 501 a 600 pontos apresenta risco médio de não pagar suas contas. “Em média, a cada cem pessoas com este perfil, 25 poderão vir a deixar de pagar as suas contas em doze meses”, informa o Serasa. Em outras palavras, de cada quatro sul-mato-grossenses, um possivelmente não paga suas dívidas.

“O Serasa Score é uma das ferramentas usadas que ajudam as empresas a tomarem decisões para aprovar ou não um empréstimo, como, por exemplo: para a compra de uma casa, um carro, uma geladeira ou até mesmo aprovar um cartão, financiamento, consórcio, ou a contratação de um plano de celular”, explica Cinthya Pozzer, gerente do Serasa Score.

A menor faixa de notas do Score Serasa varia de 0 a 100 pontos e a maior, de 901 a 100. No primeiro caso, o risco de pessoas com esse intervalo de pontuação de não pagar as contas é alto, de 96%. Já no grupo dos “ótimos alunos”, há baixa possibilidade de não pagamento dos débitos – a parcela é de 5%.

Em Mato Grosso do Sul, 32% dos consumidores têm score do Serasa de até 300 pontos. Com notas entre 301 e 700, estão 35% dos sul-mato-grossenses. Acima de 701, está uma parcela de 33% pessoas do Estado.

De acordo com a gerente Cinthya, o score pode ser um termômetro no momento em que o consumidor precisa solicitar crédito ou financiar a compra de um produto. “Se o seu score de crédito representar uma pontuação considerada alta, o suficiente para aquela empresa, você terá mais chances de obter um empréstimo para comprar o que precisa. Mas, se o seu score for baixo e se você tiver outras informações que não estão de acordo com a política da empresa, ela poderá não aprovar um empréstimo para você neste momento”, detalha.

Além do Serasa, o Boa Vista SCPC também tem a ferramenta de score de crédito. A diferença é que o Serasa considera, de modo mais acentuado, o histórico do consumidor em movimentações bancárias e o SCPC, as compras no comércio.

Comércio no centro de Campo Grande; setor varejista usa histórico de pagamento de consumidor na liberação de compra a prazo (Foto: Arquivo)Comércio no centro de Campo Grande; setor varejista usa histórico de pagamento de consumidor na liberação de compra a prazo (Foto: Arquivo)

Saiba sua nota – E você, é um bom pagador? Para saber sua nota, pode consultar seus scores no Serasa e Boa Vista SCPC. Se ainda não acessou os sistemas, basta se cadastrar. É rápido e gratuito.

Para consultar o Score Serasa, clique aqui e depois na aba “Consultar agora grátis”.

Para consultar o score do Boa Vista, clique aqui e depois em “Consulte já”.

Para melhorar o score de crédito, é preciso organizar o orçamento doméstico. O vídeo abaixo, do Serasa, oferece dicas simples para isso. Confira:



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions