A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 07 de Dezembro de 2019

22/07/2019 19:12

Na SBPC, matemática desafia a usar lógica e esquecer “decoreba”

Estandes com problemas matemáticos são alguns dos mais visitados da 71ª Reunião Anual, realizada na UFMS

Jones Mário
Estande do Impa, na Avenida da Ciência, é um dos mais visitados do evento (Foto: Kísie Ainoã)Estande do Impa, na "Avenida da Ciência", é um dos mais visitados do evento (Foto: Kísie Ainoã)

Os estandes com desafios matemáticos são alguns dos mais visitados da 71ª Reunião Anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), realizada no campus da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande. Curiosos se aglomeram ao redor de mesas recheadas de desafios, criados para incentivar o pensamento lógico e descartar a mania de decorar fórmulas para solucionar problemas.

Na chamada “Avenida da Ciência”, o estande do Impa (Instituto de Matemática Pura e Aplicada) tinha dezenas de pessoas debruçadas sobre pequenas hastes de madeira na tarde de hoje. Em um dos desafios, três triângulos deveriam se tornar cinco movendo três peças. Em outro, a proposta era corrigir uma equação em que sete é igual a um ao movimentar apenas um palito.

Desafios com palitos de madeira chama a atenção dos visitantes da Reunião Anual da SBPC (Foto: Kísie Ainoã)Desafios com palitos de madeira chama a atenção dos visitantes da Reunião Anual da SBPC (Foto: Kísie Ainoã)

Segundo o coordenador de multimídias do Impa, Dion Villar Visgueiro, “na maioria das vezes, não somos treinados a usar o pensamento lógico, mas a decorar”. Ele ainda celebra o sucesso das atrações do estande. “Alguma coisa esses desafios têm que despertam a curiosidade das pessoas, tanto que aqui está sempre cheio”.

Enquanto Visgueiro mostra uma apresentação sobre espirógrafos e como são utilizados para marcar notas do euro, dois jovens “algemados” há 20 minutos tentavam se soltar, em mais um dos jogos do estande do Impa. Conforme estudante do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul), Gabriel Braga, 18 anos, “o desafio é entender que a algema não é uma extensão do corpo”.

Preso ao amigo, o acadêmico da UFMS, Christian Santos, 18, aprovou a diversidade do evento. “Você se interessa por áreas que não conhece. Um estudante de Agronomia pode se encantar por estudos de satélites, por exemplo”, revela.

Christian Santos e Gabriel Braga tentam se soltar das algemas em um dos desafios do estande do Impa (Foto: Kísie Ainoã)Christian Santos e Gabriel Braga tentam se soltar das "algemas" em um dos desafios do estande do Impa (Foto: Kísie Ainoã)

No espaço voltado ao público mais jovem, o Museu Itinerante de Ciência e Tecnologia da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) também instigava seus visitantes a resolver questões matemáticas. De acordo com a coordenadora pedagógica da atração, Fernanda Campos, os problemas de lógica são mais visados que as áreas de seres vivos e energia. “É onde tem mais movimento”.

Anielly (à esquerda) e amiga comemoram resolução de quebra-cabeças no Museu Itinerante da UFMG (Foto: Kísie Ainoã)Anielly (à esquerda) e amiga comemoram resolução de quebra-cabeças no Museu Itinerante da UFMG (Foto: Kísie Ainoã)

De Coxim, a estudante de Enfermagem, Anielly Bezerra, 26, foi fisgada pela vontade de resolver um dos quebra-cabeças. “Todo mundo tenta e não consegue. Então, você vai lá e quer tentar também, mas sempre falta uma peça ou sobra outra”. Com a ajuda da amiga, o problema é solucionado e rende até grito de alívio e comemoração.

Evento - Maior evento científico da América Latina, a 71ª edição da Reunião Anual da SBPC é realizada pela primeira vez em Campo Grande, na UFMS, e segue com portões abertos até sábado (27). Serão pelo menos 250 conferências, palestras, rodas de conversa, oficinas e minicursos. As atrações são gratuitas. A programação do encontro está disponível aqui.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions