A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/09/2008 12:15

Seminário do Plano Nacional de Cultura vem à Capital

Redação

Campo Grande sediará o "Seminário do Plano Nacional de Cultura - Mato Grosso do Sul", promovido pelo Ministério da Cultura, e pela Câmara dos Deputados e Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, nos dias 24 e 25 de setembro.

O encontro, que será realizado na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), reunirá gestores culturais da área governamental e da iniciativa privada, além de representantes da sociedade civil, para avaliação e aperfeiçoamento do texto que irá subsidiar a votação do projeto de lei do Plano no Congresso Nacional, e que estabelecerá as políticas públicas da cultura nacional.

As discussões foram iniciadas em junho em Minas Gerais, e já foram realizadas no Ceará, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Salvador, Sergipe, Alagoas, Recife, Paraná, Florianópolis e Amapá.

O ciclo, que tem encerramento previsto para o final deste ano, passará por todos os estados do País. Mato Grosso do Sul é o primeiro estado do Centro-Oeste a sediar um dos Seminários Estaduais sobre as diretrizes para o Plano.

As contribuições recolhidas nos estados são publicadas no endereço eletrônico www.cultura.gov.br/pnc, página em que é possível registrar propostas e conhecer o andamento das discussões.

Programação - A abertura do evento será na quarta-feira, dia 24, às 13 horas, com credenciamento dos participantes, distribuição do material e escolha de grupos de trabalho.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions