A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

24/09/2016 15:04

Com arquibancadas lotadas, jogos de vôlei agitam Parque das Nações

Richelieu de Carlo
Jogos acontecem no sábado ate a noite e domingo de manhã (Foto: Richelieu de Carlo)Jogos acontecem no sábado ate a noite e domingo de manhã (Foto: Richelieu de Carlo)
O bancário Altair Dequech, 50 anos, acompanha os jogos desde quando aconteciam na Praça Esportiva Belmar Fidalgo. (Foto: Richelieu de Carlo)O bancário Altair Dequech, 50 anos, acompanha os jogos desde quando aconteciam na Praça Esportiva Belmar Fidalgo. (Foto: Richelieu de Carlo)
O eletricista Miguel Ferreira, 43 anos, levou a esposa e o neto para acompanhar o evento (Foto: Richelieu de Carlo)O eletricista Miguel Ferreira, 43 anos, levou a esposa e o neto para acompanhar o evento (Foto: Richelieu de Carlo)
Jéssica, Anny e Giovana, acadêmicas de Educação Física, estão desde às 9h no Parque das Nações Indígenas. (Foto: Richelieu de Carlo)Jéssica, Anny e Giovana, acadêmicas de Educação Física, estão desde às 9h no Parque das Nações Indígenas. (Foto: Richelieu de Carlo)

Após seis anos fora do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, Campo Grande volta a receber uma etapa do campeonato. E a população da cidade tem aproveitado o evento, que abre a temporada 2016/2017 do Open. Com jogos eliminatórios desde às 10h, deste sábado (24), era difícil conseguir um lugar nas arquibancadas.

Pessoas de todas as idades, amantes do vôlei ou apenas espectadores aproveitando a nova opção de lazer, acordaram cedo para acompanhar as repescagens e quartas de final que aconteceram durante a manhã. “Eu acompanho desde que os jogos eram no Belmar Fidalgo, por volta do início dos anos 2000”, diz o bancário Altair Dequech, 50 anos. “Sempre aproveito para trazer a família, mas este ano eles não puderam e tive que vir sozinho”.

O eletricista Miguel Ferreira, 43 anos, conseguiu levar uma parte da família. Acompanhado da esposa e do neto, diz que, sempre que pode, prestigia os jogos de vôlei na Capital. Ele demonstrou ter conhecimento do esporte ao ser questionado sobre os jogadores da modalidade. “Alisson e Emanuel são os caras”, disse ao se referir aos campeões da última etapa que aconteceu em Campo Grande, em 2010.

“É importante ter um evento como este na cidade, deveria ter mais coisas assim para motivar a população a praticar esporte”, diz Miguel, enquanto bebia seu tereré.

As estudantes de Educação Física, Jéssica Ferreira, 20 anos, Anny Leite, 18, e Giovana Santos, 20, chegaram uma hora antes dos jogos terem início, às 9h. “Nós viemos com a turma da faculdade, o professor fez a gente chegar cedo”, justificou Anny. “A gente está tendo vôlei neste semestre, nós adoramos assistir”, afirmou Giovana Santos, a mais animada com o evento. “Nos anos anteriores, nós não conseguimos vir porque era pago. Este ano, além de ser gratuito, a estrutura está muito boa. Construíram essa arquibancada coberta. Está bem legal”, afirmou Jéssica.

Como não poderiam deixar de aproveitar a oportunidade, as três comentaram sobre a possibilidade das aulas de Educação Física deixarem de ser obrigatórias nas escolas de ensino médio. “Só de considerar essa possibilidade já causa revolta”, diz Anny. “A prática de educação física e esportes não é só uma questão de educação, tem tudo a ver com a qualidade de vida das pessoas, de todas as idades”.

Circuito em Campo Grande - Esta será a 17ª vez que a Capital sedia uma etapa. O primeiro torneio sediado na cidade foi em 1994, ainda nos primeiros anos do circuito. De lá para cá, foram 16 eventos, sendo 11 do tipo Open - o último, em 2010. De 2012 a 2015, as etapas realizadas faziam parte Circuito Challenger, assim como a ocorreu em 2002. Emanuel lidera as estatísticas entre os homens, com cinco títulos em Campo Grande. Entre as mulheres, Shelda, Juliana e Larissa dividem a ponta, com quatro ouros cada uma. Juliana e Larissa, que conquistaram juntas os quatro títulos, hoje estão e lados opostos.

As partidas acontecem durante todo o sábado, com as semifinais tendo início às 17h30 e devem seguir até às 21h. A disputa de bronze e a decisão serão no domingo (25).

Open - O Circuito Brasileiro 2016/2017 é composto por nove etapas, cinco delas que ocorrem até o final deste ano, enquanto outras quatro serão realizadas em 2017, com cidades a definir. Além de Campo Grande, o tour nacional passará por Brasília (DF), Uberlândia (MG), Curitiba (PR) e São José (SC).


Cada dupla campeã de uma etapa do Open soma 400 pontos no ranking da temporada, além de levar para casa um prêmio de R$ 45 mil. Todas as equipes são premiadas, e somando os dois naipes, o torneio distribui mais de R$ 420 mil aos atletas.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions