A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Julho de 2018

14/06/2017 10:22

Comercial busca vitória em casa para não ser apenas “visitante abusado”

Paulo Nonato de Souza
Treinamento dos goleiros Guilherme e Jefão, sob o comando do ex-goleiro Anselmo; Comercial busca a mesma segurança de visitante no Morenão (Foto: Comercial/Divulgação)Treinamento dos goleiros Guilherme e Jefão, sob o comando do ex-goleiro Anselmo; Comercial busca a mesma segurança de visitante no Morenão (Foto: Comercial/Divulgação)

Com boas atuações, tranquilas e organizadas, fora de casa, mas não tão seguro em campo quando joga no Estádio Morenão, em Campo Grande, o Comercial quer aproveitar o confronto do próximo domingo, às 16 horas, no Estádio Morenão, diante do Anápolis, de Goiás, para vencer, garantir a classificação para a próxima fase da Série D do do Campeonato Brasileiro e espantar o carimbo de “visitante abusado”.

Contra o Ceilândia, do Distrito Federal, por exemplo, o Comercial perdeu de 3 a 1 em Campo Grande, e uma semana depois ganhou do mesmo Ceilândia por 1 a 0, em Brasília. Antes da derrota no Estádio Morenão o time campo-grandense havia empatado em 1 a 1 com o Anápolis, em Anápolis, tendo sofrido o gol do empate nos acréscimos do segundo tempo.

"O ideal é jogar com equilíbrio fora de casa e também dentro de casa", disse o treinador Valter Ferreira. Na sua avaliação o que aconteceu nos dois confrontos com o Ceilândia serviu de alerta para o restante da competição. "No futebol você não pode relaxar nunca. É preciso manter a concentração sempre", adverte.

A recuperação em Brasília foi tão expressiva pela postura diferente do time em campo que esta semana tem servido de referência para a conquista da vitória no próximo domingo. A ideia é de que o time tenha contra o Anápolis a mesma determinação, segurança e organização que teve diante do Ceilândia no campo do adversário.

“Vai ser assim, não tem como ser de outra forma. Com certeza teremos a mesma pegada que tivemos no jogo em Brasília”, avalia o meia-atacante Felipe Pará, autor do gol da vitória de 1 a 0 no confronto com o Ceilândia. Lá, diferente do que aconteceu no Morenão, o time sul-mato-grossense jogou com intensidade, foi superior aos donos da casa nos primeiros minutos e não demorou a abrir o placar, logo aos 11 minutos, e no restante da partida todas as tentativas de ataque do Ceilândia esbarraram na segurança da defesa, começando pelo goleiro Guilherme, justamente o setor que mais falhou na derrota de 3 a 1 em Campo Grande.

Na Série D do Campeonato Brasileiro são 68 clubes divididos em 17 grupos de quatro cada. Pelo regulamento, passam para a próxima fase os primeiros colocados dos 17 grupos e os 15 clubes com as melhores campanhas em segundo lugar.

No Grupo A10, onde está o Comercial, a disputa está bastante equilibrada. O time campo-grandense tem sete pontos, mesma pontuação do Ceilândia, que leva vantagem no saldo de gols. Na próxima rodada o Ceilândia recebe o Sinop, do Mato Grosso, no Estádio Abadião.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions