A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/11/2013 17:57

Comercial demite técnico e 18 jogadores antes mesmo do Estadual começar

Helton Verão
Luiz Cortez e Paulo Rezende quando o vínculo foi fechado meses atrás (Foto: Divulgação)Luiz Cortez e Paulo Rezende quando o vínculo foi fechado meses atrás (Foto: Divulgação)

Mal começou 2014 e o Esporte Clube Comercial já demitiu o técnico Paulinho Rezende, sua comissão, mais nove jogadores que já estavam confirmados no clube e outros nove que estavam apalavrados. De acordo com o presidente Luiz Cortez, o motivo foi a desistência de um patrocinador para o acordo financeiro.

Inicialmente a folha salarial do clube estava planejada para custar em torno de R$ 50 mil, agora terá de se conformar com no máximo R$ 30 mil. “Por questão de responsabilidade e honestidade comunicamos o Paulinho e os jogadores para não prejudicar ninguém. Melhor ser assim, do que chegar mais tarde e falar que não vou conseguir pagar”, explicou o presidente Cortez.

Apesar da situação gerar desconfiança sobre a temporada 2014, o presidente do Colorado avisa que irá montar um time dentro das condições do clube. “Vamos trazer técnico e jogadores conforme nossas condições e os jogadores da base irão completar o plantel. E vamos brigar pelo título” avisa o presidente Luiz.

O dirigente nega que o investimento em Paulinho e sua comissão seja cara. “Ele tem um valor dentro da realidade de Mato Grosso do Sul, mas não da que iremos viver no ano que vem”, explica Cortez.

Até sexta-feira (22) o presidente promete apresentar comissão técnica e o novo técnico.

Rivalidade - Sobre a sua foto que circula na internet com a camisa do Novoperário, Luiz Cortez desconversa e critica o que intitula de “picuinha”. “Isso é picuinha, vesti como o torcedor de dirigente de outro clube pode vestir do meu time, o Comercial. Torço para o futebol de Mato Grosso do Sul”, finalizou o presidente colorado.

A FFMS tem até hoje (19) para divulgar a tabela da competição, com previsão para início no dia 12. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) deseja que a competição aconteça em no máximo três meses.

Os grupos seguem como em 2013. Em um estão Cene, Comercial, Novoperário, Aquidauanense, Misto, Maracaju e Costa Rica, de volta à Série A. No outro se enfrentam Águia Negra, Ivinhema, Itaporã, Naviraiense, Sete de Dourados, Urso e o caçula Ubiratan.



pelo jeito, planejamento não existe. Como querem que o time cresça no Estado, melhor não participar.
 
delmir eerno schweich em 19/11/2013 21:46:46
Esta crise no futebol do MS tem a cara do presidente da federação que se perpetua no poder, tem gente ganhando dinheiro ai até que se prove o contrário.
 
jorge ferreira em 19/11/2013 21:26:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions