A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

08/07/2009 22:40

Cruzeiro empata com Estudiantes e decidirá título em BH

Redação

No primeiro duelo da final da Copa Libertadores 2009, o Cruzeiro, que superou a desconfiança da gripe suína, conseguiu, em campo, segurar o Estudiantes, nesta quarta-feira, ao empatar sem gols em La Plata, na Argentina. Agora, o time mineiro decidirá o título da competição no Mineirão, na próxima quarta-feira 15, no Mineirão, na capital mineira.

Uma vitória por qualquer placar diante da torcida dá o título ao Cruzeiro. Se ocorrer novo empate no tempo normal, haverá prorrogação. Caso persista a igualdade, o título da Libertadores será decidido nas cobranças de pênalti. O Estudiantes será campeão se vencer os mineiros no Mineirão.

O Cruzeiro aposta no bom retrospecto em casa na Libertadores para ficar com o terceiro título da competição - foi campeão em 1976 e 1997. Em seis jogos nesta edição, obteve seis vitórias. A expectativa da diretoria é de grande público no Mineirão. O Estudiantes, que ganhou três vezes a competição (1968, 1969 e 1970), busca a quarta conquista.

Antes de decidir o título da Libertadores, prioridade do clube neste momento, o Cruzeiro terá o clássico com o rival Atlético-MG no próximo domingo, no Mineirão, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time celeste deverá usar um time misto, com a presença de reservas e até juniores.

Para chegar à final, o Cruzeiro eliminou dois adversários brasileiros - o São Paulo nas quartas-de-final e o Grêmio nas semifinais. O Estudiantes despachou o Nacional, do Uruguai, nas semifinais. O duelo entre mineiros e argentinos começou com uma polêmica em torno da gripe suína.

O Cruzeiro manifestou-se contra jogar na Argentina, que de acordo com boletim da Organização Mundial da Saúde, divulgado na segunda-feira 6, liderava as estatísticas de novos casos (898) da gripe suína. A diretoria celeste recorreu à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e ao governo brasileiro para tentar impedir o jogo, mas a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) confirmou a partida para La Plata.

O presidente celeste, Zezé Perrella, chegou a propor que a final da competição fosse disputada num país neutro, como o Paraguai. A proposta, no entanto, foi descartada pela Conmebol. Sem alternativa, o clube mineiro armou um esquema em que os jogadores ficaram confinados em Buenos Aires, sem sair do hotel.

A delegação celeste só deixou o hotel para se dirigir, por volta de três horas antes da partida, a La Plata. O Cruzeiro procurou evitar outro atraso, como ocorreu no duelo com o Estudiantes ainda na fase de grupos. O time mineiro teve problemas no trajeto para o estádio e atrasou a chegada em 40 minutos. Sem tempo para aquecer, foi goleado pelos argentinos por 4 a 0. (Com informações do site UOL).

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions