A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

22/01/2020 06:39

Estadual começa hoje com poucas novidades e velhos problemas

Partida de abertura está marcada para Rio Brilhante entre Águia Negra x Pontaporanense, a partir das 20h15

Gabriel Neris
Jogadores do Águia Negra conversam antes de treino no estádio de Rio Brilhante (Foto: Oseias Pereira)Jogadores do Águia Negra conversam antes de treino no estádio de Rio Brilhante (Foto: Oseias Pereira)

Começa nesta quarta-feira (22) com jogo isolado mais uma edição do Campeonato Sul-mato-grossense de Futebol. Dentro de campo são poucas as novidades apresentadas pelos clubes, mas fora deles os problemas de todos os anos persistem, como a dificuldade de liberar estádios a tempo.

Águia Negra e Pontaporanense abrem a competição no estádio Ninho da Águia, em Rio Brilhante, distantes 163 km de Campo Grande, a partir das 20h15.

A partida reúne hoje os campeões das 1ª e 2ª divisões do ano passado. Mas o que era para ser um atrativo para este início de torneio, na realidade é um retrato da situação do futebol local.

Como ainda há estádios com pendências de laudos, aguardando aval do Ministério Público Estadual, diversas partidas foram adiadas para que os clubes ganhassem tempo hábil.

A dificuldade fez com que algumas estreias ocorram depois de outras. Na prática, significa que alguns clubes jogarão entre si em rodadas diferentes, o que provoca um desnivelamento da tabela, que será corrigido somente na véspera da última rodada da fase de classificação.

No fim de semana, por exemplo, só haverá o jogo entre Corumbaense x Maracaju. Para os dias 1º e 2 de fevereiro estão previstas mais quatro estreias: Costa Rica x Cena e Aquidauanense x Serc.

Gramado do Morenão passa por cuidados. Estádio ainda não está liberado (Foto: Henrique Kawaminami)Gramado do Morenão passa por cuidados. Estádio ainda não está liberado (Foto: Henrique Kawaminami)

No mesmo fim de semana tem Comercial e Operário em campo contra Águia Negra e Pontaporanense, respectivamente. Enquanto a dupla da Capital deve estrear na competição, os visitantes já estarão na 2ª rodada.

Até o momento estão liberados os estádios de Rio Brilhante, Corumbá, Aquidauana, Costa Rica e Ponta Porã. Estão na fila os estádios Morenão, em Campo Grande, de Chapadão do Sul, de Maracaju e também de Nova Andradina.

Um mistério chegou ao fim no início desta semana. Com a desistência do Sete de Setembro, abriu-se mais uma vaga na Série A, porém somente na segunda-feira a diretoria do Cena (Clube Esportivo Nova Andradina) confirmou a participação, até então vista como remota.

Os dez times participantes se enfrentarão em turno único. Os oito melhores avançam para as quartas de final. Os times de melhor campanha, somadas todas as fases, jogam com vantagem de dois resultados iguais. Os dois últimos colocados da 1ª fase serão rebaixados para a Série B de 2020.

A segunda divisão, que seria critério técnico para disputar o torneio deste ano, acabou se tornando uma premiação para quem se inscreveu. Os três clubes que entraram na disputa no fim do ano passado subiram.

O campeão e vice serão indicados para representar Mato Grosso do Sul na Copa do Brasil de 2021. Ao time vencedor também será concedida uma vaga no Campeonato Brasileiro da Série D do ano seguinte.

História

Esta é a 42ª edição do Campeonato Sul-mato-grossense. O Águia Negra, atual campeão e maior vencedor do interior em atividade, defende o bicampeonato que não ocorre desde 2013-14 com o Cene. Levando em consideração somente os atuais participantes, o Comercial foi o último bicampeão consecutivo (2000-01).

Metade dos clubes desta edição somam 27 títulos: Operário (11), Comercial (9), Águia Negra (3), Serc (2) e Corumbaense (2). Os demais buscam o título inédito. A dupla Comerário ainda soma mais cinco títulos obtidos antes da divisão de Mato Grosso, sendo quatro do Galo e um do Colorado.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions