A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

23/01/2018 17:56

Novo pede liberação do Jacques da Luz para Estadual, Copa do Brasil e Série D

Time pretende mandar jogos em competições nacionais nas Moreninhas; estádio deve ser alternativa ao Morenão para os outros clubes da Capital

Humberto Marques
Gramado do Jacques da Luz foi redimensionado; casa do Novo deve ser opção para outros clubes de Campo Grande. (Foto: FFMS/Divulgação)Gramado do Jacques da Luz foi redimensionado; "casa" do Novo deve ser opção para outros clubes de Campo Grande. (Foto: FFMS/Divulgação)

A direção do Novo apresentou ao MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) laudos do estádio Jacques da Luz, nas Moreninhas, visando a liberação do campo para partidas oficiais. A solicitação não apenas garantiria um local para os clubes de Campo Grande mandarem seus jogos, mas também uma opção para o clube disputar as competições para as quais está inscrito neste ano –a Copa do Brasil e a Série D do Campeonato Brasileiro.

Conforme a FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), a documentação relativa ao Jacques da Luz foi apresentada ao MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) na segunda-feira (22), aguardando agora apreciação pelas Promotorias de Defesa do Consumidor, que serão responsáveis pelo aval para uso do campo.

O estádio das Moreninhas passou por obras recentes que incluíram, por exemplo, numeração das arquibancadas, adaptações de acessibilidade e redimensionamento do gramado dentro dos padrões da Fifa (Federação Internacional de Futebol). Sua capacidade máxima beira as 3,8 mil pessoas.

Ainda segundo a FFMS, o Novo pretende mandar nas Moreninhas seus jogos na Série D do Brasileiro e na Copa do Brasil –cujo primeiro confronto, contra o Salgueiro-PE, deve ocorrer no estádio no dia 31 de janeiro.

Sem campo – Principal estádio de Campo Grande, o Morenão teve seu uso autorizado pelo MPMS apenas para jogos com portões fechados. Isso porque, desde 2014, os promotores vinham apontando a necessidade de uma série de obras no estádio, diante da precariedade de sua estrutura (principalmente as arquibancadas), que ainda aguarda por revitalização.

Desde o início do ano discute-se a possibilidade de uso do Morenão, inclusive com novos lados sobre a infraestrutura e controle de incêndio e pânico. Os promotores responsáveis, porém, apontaram a impossibilidade de o estádio receber torcedores.

Alternativa direta ao estádio, o Jacques da Luz também não teve condições de uso por conta das obras. Espera-se, agora, que o espaço seja usado pelos demais clubes da Capital (Comercial, Operário e União/ABC), evitando o adiamento de partidas –como ocorreu nas duas primeiras rodadas do Estadual– ou a transferência de partidas para o interior.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions