A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

01/02/2017 17:59

Para o Operário, jogo de hoje à noite no Morenão é o início de uma nova era

Paulo Nonato de Souza
O presidente do Operário, Estevão Petrallás, à direita, com o gestor de marketing do clube, o paulista Orlando Arnoud (Foto: Divulgação)O presidente do Operário, Estevão Petrallás, à direita, com o gestor de marketing do clube, o paulista Orlando Arnoud (Foto: Divulgação)

Com toda a sua história de maior campeão do futebol de Mato Grosso do Sul (dez títulos conquistados) e referência da região Centro-Oeste em nível nacional nos anos de 1970 e 1980, o Operário Futebol Clube encara o Clube União/ABC, hoje, às 20h45, no Estádio Morenão, em um jogo que vai além da sua estreia no Campeonato Estadual de 2017.

“É o início de uma nova era para o Operário. E não falo isso olhando apenas para a parte técnica dentro de campo, mas, principalmente para a forma de administrar o clube. Estou há dois anos e meio na presidência e enfrentamos problemas de toda ordem, não só os que surgem no dia a dia, mas também os problemas que nós herdamos de gestões passadas, mas já podemos respirar e sonhar com dias melhores”, disse esta tarde o presidente operariano, Estevão Petrallás, em entrevista ao Campo Grande News, por telefone.

A última vez que o Operário disputou o Campeonato Estadual da Série A foi em 2011, quando caiu pela segunda vez para a Série B do futebol sul-mato-grossense. Antes, já havia caído em 2009.

No Estadual de 2011 o time herdou a vaga do Costa Rica, que desistiu de disputar a competição, mas realizou uma campanha desastrosa com apenas duas vitórias em 14 jogos. Em 2015, quatro anos depois de amargar o segundo escalão do futebol estadual, o Operário conquistou o direito de voltar para a Série A ao ser vice-campeão da Série B.

Por tudo isso, a estreia de hoje à noite no Estadual de 2017 está cercada de expectativa, não apenas para a torcida, que nas décadas de 70 e 80 era considerada a maior do Estado, mas também para a atual diretoria do clube. Na esteira da profissionalização dos setores administrativos do clube, desde novembro do ano passado o Operário tem um gestor de marketing, o paulista Orlando Arnoud, que estava no Ituano.

“Estou feliz porque as coisas estão acontecendo da forma como tem que ser, com estabilidade na gestão do clube, seriedade e transparência, e penso que assim o Operário vai reconquistar o seu lugar na história do futebol brasileiro”, afirmou Petrallás.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions