A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

23/07/2017 20:30

Ponte Preta vence o Atlético-PR por 2 a 0 e encerra longo jejum como visitante

(Conteúdo Agência Estado)
Lucca comemorando com os companheiros depois de marcar os gols da vitória. (Foto: Agência Estado) Lucca comemorando com os companheiros depois de marcar os gols da vitória. (Foto: Agência Estado)

Depois de mais de um ano, a Ponte Preta finalmente encerrou o seu jejum de vitórias como visitante no Campeonato Brasileiro. Em partida neste domingo, o time de Campinas (SP) surpreendeu o Atlético Paranaense com a vitória por 2 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 16.ª rodada. O atacante Lucca fez os dois gols da vitória e se isolou na artilharia da competição com 10.

A última vitória da Ponte Preta como visitante no Brasileirão aconteceu no dia 30 de junho de 2016, quando bateu o Santa Cruz por 3 a 0, no Recife, pela 12.ª rodada. Desde então, foram 20 jogos seguidos sem vencer longe de casa pelo torneio nacional, com sete empates e 13 derrotas.

De quebra, os campineiros respiram aliviados na luta contra o rebaixamento. Saltaram da 15.ª para a 10.ª posição, com 21 pontos. São quatro a mais que o Avaí, o primeiro na zona de degola, e três abaixo do Sport, o último na zona de classificação à Copa Libertadores. O Atlético Paranaense, por sua vez, se afunda. Na 16.ª posição com 17 pontos, pode cair para a degola caso o São Paulo vença o Grêmio, nesta segunda-feira, na capital paulista.

O Atlético Paranaense dominou completamente a Ponte Preta no primeiro tempo. Na maior parte, os mandantes ostentaram 70% de posse de bola e ainda tiveram sete boas finalizações. A equipe de Campinas basicamente se defendeu e não teve uma chance sequer no ataque.

Apesar de criar inúmeras oportunidades, o time da casa pecou pela falta de pontaria. Quando acertou o gol, parou no goleiro Aranha. Como aos 33 minutos, quando ele mandou para escanteio finalização do volante Rosseto.

Os paulistas começaram a segunda etapa com uma postura completamente diferente e obtiveram êxito logo aos seis minutos. O meia Renato Cajá, que entrara na vaga do atacante Claudinho, acionou Lucca. Ele ganhou na corrida do zagueiro Thiago Heleno, invadiu a área e deu um toque sutil sobre o goleiro Weverton.

Depois do gol, a Ponte Preta voltou a recuar e a partida ficou dramática. Nervoso, o Atlético Paranaense tentou pressionar, mas esbarrou na própria ansiedade. E nas boas defesas de Aranha. A melhor chance de empatar aconteceu aos 23 minutos. Após cruzamento, o atacante Eduardo da Silva cabeceou sozinho para outra defesa do goleiro pontepretano.

Já nos acréscimos, em um contra-ataque, Jadson invadiu a área pelo lado esquerdo e foi derrubado por trás por Eduardo da Silva: pênalti claro. Na cobrança, com paradinha, Lucca deslocou Weverton e se isolou na artilharia da competição com 10 gols.

Pela 17.ª rodada, no próximo dia 31, uma segunda-feira, às 20 horas, o Atlético Paranaense visitará o Vasco, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Antes, nesta quinta-feira, às 21h45, recebe o Grêmio pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Pelo Brasileirão, a Ponte Preta receberá o Fluminense, no próximo domingo, às 16 horas, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Antes, joga contra o Sol de América, nesta quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), em Assunção, no Paraguai, pela segunda fase da Copa Sul-Americana.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions