A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

04/06/2019 16:05

Projeto Escola Pública atende 1,8 mil crianças e inaugura polo no Canguru

Iniciativa tem cerca de dois anos e começou atendendo crianças nos principais parques da Capital

Gabriel Neris
Belmar Fidalgo também recebe projeto realizado pela Fundação Municipal de Esportes (Foto: PMCG/Divulgação)Belmar Fidalgo também recebe projeto realizado pela Fundação Municipal de Esportes (Foto: PMCG/Divulgação)

O Projeto Escola Pública de Futebol ganha cada vez mais participantes. O trabalho desenvolvido junto a crianças e adolescentes de 9 a 15 anos de idade tem polos distribuídos por toda Campo Grande e inaugura agora mais uma sede, a do Jardim Canguru. São cerca de 1,8 mil crianças e adolescentes atendidos.

O coordenador do projeto, Bruno Nóbrega, explica que o perfil do projeto é atender estas crianças e também dar a eles uma oportunidade de treinar com ex-jogadores que marcaram seus nomes na história do futebol local, como Copeu, Paulinho Rezende e Gilmar Calonga. “Estamos levando lazer para a criançada, tirando da ociosidade”, diz.

Bruno Nóbrega explica como funciona trabalho desenvolvido com as crianças (Foto: Guilherme Rosa)Bruno Nóbrega explica como funciona trabalho desenvolvido com as crianças (Foto: Guilherme Rosa)

O projeto tem cerca de dois anos e começou atendendo crianças nos principais parques da Capital: AyrtonSenna, Belmar Fidalgo, Jacques da Luz, Tarsila do Amaral, Elias Gadia, entre outros. O trabalho expandiu, ganhou mais adeptos e hoje conta com até seleções das categorias sub-11, sub-13 e sub-15.

Os melhores de cada categoria treinam juntos ao menos uma vez por semana. No momento, os trabalhos estão concentrados no time sub-11, que disputa a Copa Campo Grande de futebol amador e chegou a final de forma invicta.

Mas não basta ser apenas bom de bola. Os meninos também são cobrados por notas boas nas escolas. “Para participar da seleção tem que ter nota bacana também. Os pais levam os boletins”, diz Bruno.

E não são apenas os meninos atendidos pelo projeto. As meninas também podem treinar na categoria feminino.

No início do ano, a Funesp (Fundação Municipal de Esportes) abriu o “baby fut”, destinado a crianças de 5 a 8 anos, no Belmar Fidalgo, ampliando a faixa-etária de beneficiados. Os interessados em participar das oficinas podem se inscrever nos locais dos treinamentos e na administração dos parques da Capital.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions