ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 24º

Esportes

Yeltsin desembarca em Paris para Mundial de Atletismo

Atleta de MS competirá em duas categorias: 5.000 metros e 1.500 metros, a qual detém recorde mundial

Jhefferson Gamarra | 03/07/2023 14:47
Atleta de MS ao chegar na manhã de hoje no aeroporto de Paris (Foto: Reprodução/Rede Social)
Atleta de MS ao chegar na manhã de hoje no aeroporto de Paris (Foto: Reprodução/Rede Social)

Recordista mundial e medalhista de ouro nas Paraolimpíadas de Tóquio 2020, atleta de Mato Grosso do Sul, Yeltsin Jacques desembarcou nesta segunda-feira (3) com a Seleção Brasileira de atletismo paraolímpico para Paris, na França, onde competirá em duas categorias: 5.000 metros e 1.500 metros, a qual detém recorde mundial com o tempo de 3m57s60.

A competição, que acontecerá de 8 a 17 de julho, marca a 10ª edição do evento em que os atletas brasileiros estarão presentes. Sendo o primeiro Mundial de atletismo paralímpico após os Jogos de Tóquio 2020, este evento promete ser um marco no calendário esportivo. Além disso, será o maior evento paralímpico realizado na capital francesa antes dos Jogos Paralímpicos de Paris 2024. As disputas serão realizadas no Estádio Charlety, que já sediou etapas do Grand Prix da modalidade.

Antes de embarcar para a Europa, Yeltsin Jacques compartilhou uma mensagem de motivação: "Hoje, partimos para o Mundial em Paris em busca do lugar mais alto do pódio. Conto com a torcida de todos, Deus na frente sempre."

Além de Yeltsin, outros atletas brasileiros de destaque foram convocados para a competição. Entre eles está Silvânia Costa de Oliveira, bicampeã paralímpica brasileira e recordista mundial, natural de Três Lagoas, e Fabrício Júnior, de Naviraí, que conquistou o bronze nos 100m no Mundial Dubai 2019, além do ouro nos 100m e bronze nos 400m nos Jogos Parapan-Americanos Lima 2019.

A delegação brasileira será composta por representantes de 19 estados, configurando a maior equipe do país na história dos Mundiais da modalidade. Segundo dados do Departamento de Esportes de Alto Rendimento (DEAR) do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), dos 54 atletas brasileiros, 31 possuem deficiência física, 17 possuem deficiência visual e 6 possuem deficiência intelectual.

O Brasil possui um histórico de sucesso nos Mundiais de atletismo paralímpico, com 215 medalhas conquistadas até o momento. A última edição em Dubai (EAU) 2019 foi marcada pela melhor campanha brasileira na competição, com 39 medalhas no total: 14 de ouro, 9 de prata e 16 de bronze.

Nos siga no Google Notícias