A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/10/2014 06:00

"Cabeça" no Congresso, deputado perde para três com menos votos

Edivaldo Bitencourt

Vitória – O candidato a presidente do PSDB, Aécio Neves, teve desempenho melhor do que o tucano Reinaldo Azambuja em Mato Grosso do Sul. Ele ganhou de Dilma Rousseff (PT) em quatro dos cinco maiores colégios eleitorais: Campo Grande, Ponta Porã, Três Lagoas e Dourados.

Dilma – Já a Dilma teve um desempenho inferior ao de Delcídio do Amaral (PT). Nos grandes colégios, ela só venceu em Corumbá. A presidenciável do PT obteve os maiores percentuais em Tacuru (63,62%0 e Japorã (62,03%).

Cabo eleitoral – Com perspectivas de chegar à presidência e sendo o mais votado em MS, Aécio se transforma no melhor cabo eleitoral de Reinaldo. Ele pode impulsionar a candidatura do tucano nas demais regiões, onde ele perdeu para Delcídio.

Cabo eleitoral 2 – Já Delcídio pode ser o principal cabo eleitoral de Dilma, que precisa virar o jogo no Estado. Em Corumbá, por exemplo, o petista obteve 72% dos votos, enquanto Dilma conquistou 43,13% dos eleitores.

Aposentadoria – Frustrado por não conseguir a reeleição, o deputado federal Marçal Filho (PMDB) anunciou que desistiu da política. Ele mandou o ouvinte gravar a decisão para cobrá-lo em eventual “retorno” no futuro.

Votado, mas não eleito – O deputado federal Fábio Trad (PMDB) conseguiu 67,5 mil votos. No entanto, apesar de ter tido mais votos do que três deputados federais eleitos, ele não conseguiu a reeleição em decorrência da critério do quociente eleitoral.

Dentro – Luiz Henrique Mandetta (DEM) conseguiu ser reeleito, apesar de ter tido 10 mil votos a menos do que Trad. O democrata ficou com 57,7 mil votos. Márcio Monteiro (PSDB), com 56,6 mil, e Dagoberto Nogueira (PDT), com 54,8 mil, foram eleitos, apesar da votação inferior a de Fábio.

Ficha limpa – Em nota, Fábio Trad lastimou a falta de sorte. Ele destacou que entrou e sairá “ficha limpa” da Câmara dos Deputados. Também frisou a dedicação ao mandato e de estar entre os cabeças do Congresso Nacional.

ApoiosDelcídio do Amaral e Reinaldo Azambuja passaram o dia de ontem em busca de apoios para o segundo turno. O mais cortejado pelos dois era o PMDB, que tem um exército de filiados, vereadores e prefeitos para trabalhar e decidir o segundo turno no Estado.

Terceiro – Nelsinho Trad ficou em terceiro lugar e fez mistério, ontem, sobre o destino nas eleições do Estado. Ele até cancelou uma entrevista coletiva em que faria um balanço do primeiro turno ontem de manhã.

(colaboraram Kleber Clajus e Hélio de Freitas)

Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions