ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 17º

Jogo Aberto

Corro demais

Por Jogo Aberto | 19/09/2012 06:00

Fatores

Dizer que o trânsito de Campo Grande é um dos mais violentos do país já virou lugar comum. O motivo para isso acontecer intriga as autoridades e a sociedade. Durante a abertura da Semana de Trânsito, ontem, uma das constatações é que as ruas largas e os congestionamentos ainda restritos a alguns pontos ajudam a explicar porque tantos acidentes graves. É que, com trânsito mais fluído, as pessoas abusam ainda mais da velocidade e ocorrem as tragédias do trânsito.

Não é comigo

O comportamento dos que testemunham acidentes foi comentado no encontro como um outro problema. Acostumado a inquéritos de acidentes, o delegado Márcio Custódio, da 3ª Delegacia de Polícia Civil, afirmou que as pessoas, normalmente, "não querem se envolver".

Análise

Para o delegado, essa situação dificulta o trabalho da Polícia e que também indica falta de conscientização. “Hoje o problema é com os outros”, amanhã você está com o problema", alertou.

Experiência

Márcio Custódio fala com conhecimento de causa. Ele foi o responsável pelos inquéritos de dois casos bastante rumorosos envolvendo o trânsito: o assassinato do menino Rogerinho, após briga entre motoristas, e o caso da estudante Mayana, que morreu aos 23 anos, vítima de um racha na avenida Afonso Pena.

Sugestões?

Durante o evento de abertura da Semana do Trânsito, uma das sugestões analisadas foi a instalação de limitadores de velocidade nos veículos. Defendida por muitos, a medida ainda não tem qualquer previsão de ser colocada em prática.

Assim não dá

Em meio ao período eleitoral na entidade, o presidente da OAB, Leonardo Duarte, está preocupado, também, com outro assunto que mobiliza muitos brasileiros, o futebol. Para ele, palmeirense, chegou, sem dúvida "o fim do mundo". "Corinthians Campeão Mundial e o meu Palmeiras na segunda divisão. Apocalipse total...", escreveu no Facebook.

Como assim?

Causou estranheza, nesta semana, o fato de o ex-governador Zeca do PT levar, a tiracolo, o candidato do PP, Alcides Bernal, adversário de seu partido na disputa em Campo Grande, até a chefia do Ministério Público Estadual. Bernal queria reclamar da panfletagem contra ele que foi feita no dia 7 de setembro, durante o desfile cívico-militar.

Força-tarefa 1

A coordenação da campanha do Edson Giroto (PMDB) à Prefeitura de Campo Grande ganhou mais gente de peso para trabalhar nos últimos dias. O secretário de Habitação Carlos Marun está entre os reforços.

Força-tarefa 2

Secretários do prefeito Nelsinho Trad também estão atuando junto à coordenação da campanha do PMDB. Eles concentram os trabalhos nas reuniões e atividades fora do expediente e fins de semana.