A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 27 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


17/09/2014 06:00

Assessor de candidato a governador some com provas contra adversário

Edivaldo Bitencourt

Infiltrado - Assessor de Nelsinho Trad (PMDB), candidato ao governo, recebeu de “mão beijada” documentos e testemunhos que encrencava a vida de um dos adversários do seu chefe. O imbróglio envolvida a falta de pagamento para 320 cabos eleitorais. Estranhamente o assessor sumiu com as provas.

Com o inimigo - O mesmo assessor participou, em Dourados, de reunião com empresários, gente de proa do PMDB e o prefeito da cidade, Murilo Zaiuth (PSB). Para surpresa de alguns, o pedido de voto para a chapa majoritária foi para candidato adversário.

Fiel escudeiro - O senador Waldemir Moka tem sido o principal “general” da campanha de Nelsinho Trad. Até funcionários do gabinete em Brasília foram deslocados para ajudar o ex-prefeito. Na última carreata do candidato, era o único político a acompanhá-lo.

Debate – Os candidatos a governador se preparam para um dos principais debates nesta reta final da campanha. Amanhã, a partir das 20h30, a Arquidiocese de Campo Grande, com transmissão ao vivo da TV Imaculado, promove o confronto entre os seis candidatos a governador do Estado. Todos confirmaram participação.

Sem autonomia – O vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), reclamou, ontem, da falta de autonomia dos secretários em nomear a equipe na prefeitura. Ele disse que praticamente toda a equipe é a mesma nomeada pelo antecessor.

Risco – Carlão também reclamou da possibilidade do prefeito Gilmar Olarte (PP) trocar o titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano. Ele cogita nomear César Afonso para o cargo. Mário César (PMDB) e César Shimabukuro (PTB) endossaram a teoria de que a mudança cria insegurança e instabilidade entre os servidores.

Sem mudança - Líder do prefeito, João Rocha (PSDB) destacou que não é cogitada alteração na Semadur. Ele disse que João Alberto Borges, atual titular, é servidor de carreira, já foi adjunto e que o próprio prefeito disse que “tem liberdade de trabalhar e não há necessidade de mudança”.

Fênix – O ex-prefeito Alcides Bernal (PP) foi comparado, pelo vereador Paulo Pedra (PDT), a uma “fênix que morre e ressurge” após ter confirmada candidatura pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Previsão – Carlos Augusto Borges prevê que Bernal será, na verdade, “prefeito cassado e senador derrotado”. Já Chiquinho Telles (PSD) acredita que “a Câmara não tem poder de nada” com a decisão que manteve o progressista na corrida eleitoral.

Análise coletiva – Pesquisa interna dos partidos tem sido analisada em conjunto por vereadores no término das sessões da Câmara Municipal. As análises são feitas também nos corredores e ao pé do ouvido. Os que são candidatos contam ponto a ponto a possibilidade de mudar de endereço a partir de janeiro.

(colaboraram Aline dos Santos e Kleber Clajus)

Entre a decisão e as prisões da Oiketicus
Prazo - As prisões da Operação Oiketicus, que investiga o envolvimento de policiais com a Máfia do Cigarro, foram autorizadas no dia 10 de maio pelo ...
Empréstimo do BNDES não empolga Reinaldo
Queremos mais - O dinheiro que o BNDES está oferecendo em linha de crédito específica para a segurança é “bem vindo”, mas a ação do governo federal é...
Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions