A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/07/2011 06:00

No samba

Jogo Aberto

No relatório sobre inspeção na Santa Casa, o deputado Lauro Davi não perdeu a oportunidade de fazer propaganda da Cassems, administrada por ele até o ano passado. Por 4 vezes ele citou a Caixa de Assistência dos Servidores Estaduais como exemplo de atendimento médico.

Ele citou o caso do Centro Médico de Ponta Porã, vendido para a Cassems, a situação precária em Paranaíba, “pois até a chegada da Cassems nem tomógrafo tinha” e Corumbá,onde o Pronto Socorro funciona com subsídios da dita cuja.

Os deputados aprovaram em primeira votação emenda que altera no texto da Constituição Estadual o termo “Pantanal Mato-Grossense” por “Pantanal Sul-Mato-Grossense”, um gesto diante da dificuldade de mudar o nome do Estado.

A deputada Dione Hashioka (PSDB) também conseguiu vingar, pelo menos no Legislativo, o projeto que obriga mototaxistas a adotarem um meio de higienização dos capacetes ou disponibilizarem tocas descartáveis para os clientes. Na mesma sessão, foi apresentado projeto que estabelece a higienização obrigatória de óculos 3D após cada sessão de cinema.

A deputada Mara Caseiro (PTdoB) teve aprovado também a reserva de no mínimo 5% das vagas de emprego para mulheres na área de construção de obras públicas. O detalhe é que já falta mão de obra masculina, que dirá a feminina, segundo avaliação do próprio empregador.

O deputado federal Edson Giroto (PR) foi o primeiro a sair em defesa pública de um dos nomes da lista tríplice para desen]mbargador do TRT em Mato Grosso do Sul. Ele assinou carta de apoio à indicação do advogado Hassan Hajj para o cargo.

“Hassan Hajj prestou relevantes serviços à sociedade e à classe dos Advogados. Sua escolha pela presidente Dilma Rousseff será importante por consolidar a história de um excelente profissional”, defendeu Giroto. Além de Hassan, que foi o mais votado, ainda disputam a vaga Nery Sá e Silva de Azambuja e Marco Antonio Ferreira Castello.

O Ministério Público entrou com ação para obrigar a prefeitura de Itaporã garanta atendimento diferenciado a alunos com necessidades especiais, inclusive, com livros adaptados com letras maiores, sob pena de multa de mil reais por dia.

Campo Grande não tem o carnaval dos mais animados, mas ainda dá sinais de sobrevida. Grupo de amigos decidiu lançar mais uma escola de samba na Capital, a "Deixa Falar" que estreia na folia de 2012.

Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...
"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...
Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...



O ilustre deputado Lauro Davi deveria, diante do caos reinante na Santa Casa, que de "BENEFICENTE" hoje resta somente o nome na razão social, intermediar negociações para que a CASSEMS passe a administrá-la. Talvez esta seja a solução para resolver o descontrole administrativo daquela tradicional instituição hospitar.
 
oscar mendes em 11/07/2011 11:38:54
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions