ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 26º

Jogo Aberto

Deputados querem em novembro evento internacional em MS

Por Nyelder Rodrigues, Caroline Maldonado e Adriel Mattos | 16/07/2021 06:00
Deputados durante a sessão virtual que encerrou primeiro semestre da Alems, ontem (Foto: Reprodução/TV Assembleia)
Deputados durante a sessão virtual que encerrou primeiro semestre da Alems, ontem (Foto: Reprodução/TV Assembleia)

Legisladores - O encerramento do 1º semestre de atividades na Assembleia Legislativa teve despedidas - já que as sessões só retornam em 3 de agosto - e pedido de torcida por Mato Grosso do Sul em seleção para receber evento internacional de parlamentares ainda neste ano. A previsão é que tudo ocorra em novembro.

Encontro vip - No caso, se trata da Conferência Mundial de Parlamentares, que contará com legisladores de 20 países e ocorrerá em paralelo à Conferência Nacional da Unale, entidade que reúne parlamentares estaduais de todo o Brasil. Quem fará a defesa de Mato Grosso do Sul na seleção do local é o deputado Lídio Lopes (Patri).

Adversários - "O governador já deu aval e em 5 de agosto vou fazer a defesa para recebermos esse evento, que será híbrido e deve contar com até mais de 1 mil parlamentares, conhecido como Copa", contou empolgado Lídio no encerramento da sessão. MS concorrerá com SP, PB, AM e DF na disputa.

Com a bola toda - A senadora sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB) continua ganhando cada vez mais atenção por sua atuação na CPI da Pandemia, no Senado, mas também por receber presentes. Ontem (15), ela recebeu um vaso de flor de presente.

No "zapzap" - O mimo veio de um grupo de amigos que está transformando as falas de Simone em figurinhas do WhatsApp. Na quarta-feira (14), ela virou tema de seis figurinhas após a discussão com o senador Flávio Bolsonaro (Patri-RJ).

Agora vai - A chegada ao Ministério da Saúde da ex-diretora-presidente do HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul), Rosana Leite de Melo, já motivou mudanças. Secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, ela foi responsável pela última distribuição de vacinas contra a doença - MS recebeu 41,2 mil doses da Astrazeneca.

Não deu - Antes de Rosana, a médica Luana Araújo, que ganhou protagonismo na CPI da Pandemia, chegou a ser anunciada para ocupar o posto, mas ela nem chegou a ser nomeada e  ministro Marcelo Queiroga acabou convidando a diretora do HR para a função.

Falando nele - Queiroga visita hoje (16) Campo Grande e seu encontro com secretários de Saúde do Estado, prevista na agenda oficial anunciada, será uma participação especial na reunião da CIB (Comissão Intergestores Bipartite), onde as principais decisões da saúde pública estadual são tomadas. Será a partir das 8h.

Ilustre - O vereador Sandro Benites (Patri) apresentou projeto para conceder título de visitante ilustre a Marcelo Queiroga e em seu pedido argumentou que o ato independe de ideologia e que o ministro é a favor da vacina. "Em outros tempos não tínhamos isso", disse Sandro, ignorando o histórico de outros ministros.

Perdeu as contas - O vereador Juari Lopes (PSDB) votou a favor do título, mas fez questão de explicar que o voto foi dado em respeito aos colegas da Casa. "Nem sei quantos ministros já passaram". Camila Jara (PT) também disse que se perdeu nessa conta e deu voto favorável por causa do trabalho do ministro na vacinação.

Diferenças à parte - O presidente da câmara, vereador Carlos Augusto Borges (PSB), disse ainda que ver todos votando a favor do título ao ministro emociona, porque a votação reflete votos sem considerar "diferenças políticas". O projeto foi aprovado com 27 votos favoráveis e nenhum contrário pelos vereadores.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário