A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


25/07/2012 06:00

Desigualdade salarial

Jogo Aberto

Disparidade

Da lista com os salários do TRT de Mato Grosso do Sul disponível no site do órgão, com vencimentos acima dos R$ 350 mil no mês de junho, os valores de Imposto de Renda deixam qualquer trabalhador comum no mínimo espantado. Apenas um magistrado pagou R$ 28 mil de tributo.

Contas

Só a título de comparação, o valor do Imposto de Renda pago pelo magistrado é equivalente a 45 salários mínimos, hoje em R$ 622, e suficiente para comprar um carro popular.

Muito mais

Se a relação for com o vencimento mais alto pago pelo TRT, então, a coisa fica mais séria. O valor pago apenas a um juiz no mês de junho, é igual a 500 salários mínimos. Ou uma pequena frota de 12 carros populares.

Na outra ponta

Para quem acha que só tem salário gordo no TRT, a folha de pagamento divulgada mostra que não é bem assim. Os salários baixos são poucos, é fato, mas existem. O menor vencimento encontrado é de R$ 595.

Esquentou

A campanha eleitoral ganhou clima tenso em Ribas do Rio Pardo nos últimos dias. A coluna recebeu a informação de que a situação chegou a tal ponto que vereador ameaçou jornalistas por lá. O caso foi parar na delegacia.

Fogo amigo

O candidato do PP à Prefeitura de Campo Grande, Alcides Bernal, voltou a reclamar do fogo amigo que enfrenta dentro do partido no Estado. Segundo ele, o vereador Lídio Lopes e o presidente da Emha, Paulo Matos, trabalham a favor da candidatura de Edson Giroto. As acusações entre eles são mais que antigas.

Falta de esforço

Bernal também comentou sobre o fato de ser candidato em chapa única na disputa. Ele lembrou que havia a promessa do senador Delcídio do Amaral convencer o PSB a apoiá-lo, o que não ocorreu. O candidato ainda acentuou a falta de sintonia com o PT que, de outro lado, segue em candidatura isolada.

Discurso

Dizendo estar ciente de que lidera pesquisas de intenções de voto, o progressista mostrou discurso afiado. Para ele, o desenvolvimento da Capital “só vai em direção aos shoppings”.

Demora, mas não tarda

Cinco anos depois, um morador de Nova Andradina conseguiu este mês na Justiça indenização por danos morais e materiais, após ter sido vítima de um buraco em uma rua da cidade, em 2007. A indenização por danos morais foi de R$ 24 mil.

Reparação

Na ação movida contra a Prefeitura, o morador conta que passava pelo local, onde havia um buraco de mais de 3 metros. A rua era mal iluminada e ele acabou caindo na vala, que, segundo disse, estava cheia de entulho, incluindo materiais cortantes. A vítima perdeu dois dentes no tombo.

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



O problema com os salarios no judiciario são dois: 1o, são altos demais em relação aos salarios pagos nos demais poderes. Nem medicos, engenheiros, gestores chegam perto da metade disso, sem falar de profissionais mais comums como professores (inclusive com doutorado) e policiais. 2o, estes salarios são alto demais ate em relação com o exterior; compara com EUA, Alemanha, Holanda, por exemplo!
 
Marcos da Silva em 25/07/2012 09:21:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions