A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


12/08/2016 06:00

Em plena campanha, prefeito homenageia a si mesmo

Waldemar Gonçalves

Homenagem a si mesmo – Em plena campanha eleitoral, o prefeito Alcides Bernal (PP) encabeça lista, assinada por ele mesmo, de homenageados com a Medalha José Antônio Pereira, criada em comemoração aos 26 anos da Guarda Municipal de Campo Grande.

Relevantes serviços – Ontem, na solenidade de entrega da honraria, Bernal afirmou que a escolha foi feita em conjunto com a Secretaria Municipal de Segurança. O objetivo: homenagear pessoas que “prestaram relevantes serviços” à comunidade, disse o alcaide.

É bom – Bernal também disse ontem, que acha “bom” o fato de as eleições deste ano terem 15 candidatos a prefeito de Campo Grande. Também funciona melhor para os partidos, analisou o prefeito, que podem apresentar suas propostas aos eleitores.

Melhor vencerá – Claro que Bernal não deixou de lado o incansável discurso de que foi vítima de um golpe. Ainda que, desta vez, tenha sido sutilmente. “Mas, o eleitor já sabe o que aconteceu”, alfinetou, completando que tem certeza de que o melhor candidato vencerá.

Cada um na sua – Respondendo que a Câmara já vem fazendo seu papel, o vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), disse ontem que cada um deve cumprir sua função, respondendo ao deputado Carlos Alberto Davi dos Santos, candidato do PSC à Prefeitura da Capital. “Não é papel do deputado fiscalizar o trabalho da Câmara”.

Cadê o dinheiro? – É que, no dia antes, David cobrou do Legislativo Municipal que investigasse um rombo na previdência municipal que ele encontrou. O deputado tem batido na tecla de que uma quantia milionária misteriosamente pode ter desaparecido dos cofres municipais.

Nem lama, nem café – Na troca de comando da Guarda Municipal, ontem, Bernal aproveitou para avisar que acordo com o Exército para obras será fechado. E cutucou dizendo que não terá “máfia da lama ou do café” para impedir a cidade de “andar para frente”.

Foro íntimo – A tentativa da Prefeitura de Campo Grande de derrubar lei, aprovada pela Câmara, que reajusta salários de servidores em 9,57% sofreu um revés. O desembargador Sideni Soncini Pimentel declarou-se suspeito, por motivo de foro íntimo, e reencaminhou a petição para ser novamente distribuída.

Alô, Paranaíba – Em seu lugar, assumiu o feito o magistrado Dorival Renato Pavan. Não se sabe exatamente por qual motivo, mas este mandou intimar a Câmara Municipal de Paranaíba sobre o assunto que envolve, tão somente, o quadro de funcionários da Capital.

Doações? – Deu na Agência Brasil: o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) autorizou a abertura de processos de investigação eleitoral contra o PP e o PMDB. Os pedidos têm base em informações da Operação Lava Jato. Os partidos são acusados de ter recebido propina disfarçada de doações eleitorais. Também foi pedida, anteriormente, a abertura de processo contra o PT.

(com Mayara Bueno e Anahi Zurutuza)

Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions