A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


11/07/2012 06:00

Pega na mentira

Jogo Aberto

Foi mal

O programa humorístico CQC, da Bandeirantes, exibiu anteontem entrevista com o deputado federal Vander Loubet, candidato do PT à Prefeitura, em que ele, ao deixar a Câmara Federal na quarta-feira passada, disse que estava vindo para Campo Grande para registrar a candidatura. O problema é que o registro foi feito, na quinta-feira, pelo candidato a vice na chapa de Vander, Cabo Almi.

O real destino

Vander estava, na verdade, a caminho do Rio Grande do Sul, onde, dizem os bastidores da campanha, gravou programa eleitoral.

Faroeste no trânsito?

Campo Grande virou uma cidade sem lei, pelo menos no que se refere ao trânsito. Guardas da Polícia Militar e agentes da Agetran são figuras raras nas ruas da cidade. Dirigir, falando ao telefone, conversões erradas, o que não falta são motoristas, impunes, abusando e cometendo barbaridades.

Longa conversa

Vereadores da coligação encabeçada por Edson Giroto se reuniram com o governador André Puccinelli e o prefeito Nelsinho Trad no QG peemedebista. Chamou atenção que a conversa, que começou no início da tarde, durou até a noite. Tudo às portas fechadas.

Bem guardados

Quem estava lá, acompanhando do lado de fora, estranhou a quantidade e o rigor dos seguranças. Até candidatos a vereador, convidados especiais, encontravam dificuldade para passar.

Movimento

O candidato pelo PSTU à Prefeitura de Campo Grande, Suél Ferranti, deixou de lado a campanha para acompanhar, na Assembleia Legislativa, o movimento de greve de servidores e professores da UFMS, que foram à Casa de Leis para protestar.

E como um prefeito faria?

Perguntado como um prefeito atuaria numa questão tão complexa, que atinge instituições em todo País, Suél admitiu que a única ferramenta possível é a pressão política.

Igual

A eleição municipal terá tom diferente neste ano. A condição financeira dos candidatos tem se nivelado nos principais municípios. É a opinião do deputado Zé Teixeira. Para melhorar ainda mais essa questão, o democrata sugere que nas próximas eleições os candidatos paguem do próprio bolso os gastos de campanha.

Especulação

O deputado Rinaldo Modesto se definiu “tranquilo e em paz” ao responder sobre a possibilidade do secretário estadual de Habitação, Carlos Marun, retornar à Assembleia, o que faria o tucano deixar a cadeira na Casa de Leis por ser primeiro suplente da coligação. “Vivi 41 anos sem ser deputado”, minimizou.

Cenário

Mesmo que Marun reassuma seu posto como deputado estadual, Rinaldo tem grandes chances de permanecer. Isto porque o também tucano Onevan de Matos é candidato a prefeito em Naviraí, seu principal colégio eleitoral, e, caso eleito, abriria a vaga novamente. Dependendo das combinações até o final do pleito, o ex-deputado Youssif Domingos também pode voltar.

Sutil

Durante protesto de servidores e professores da UFMS na Assembleia Legislativa, os manifestantes levaram uma faixa ao plenário e mandaram um sutil recado aos deputados: “Política se faz nas ruas”.

Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...
"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...
Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...



A questão não é a falta de fiscais de trânsito, mas a falta de educação dos condutores. Se for seguir essa linha de raciocínio precisaríamos de um policial para cada habitante. cada um faz a sua parte...
 
Lucio Mendonça em 11/07/2012 09:15:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions