A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


03/10/2014 06:00

Governador já definiu em quem votar neste domingo

Edivaldo Bitencourt

Vale tudo – Apesar de estar em campo oposto na campanha eleitoral, Jerson Domingos justificou como “enxerimento” sua visita rotineira a André Puccinelli, ambos do PMDB. O deputado apóia o petista Delcídio do Amaral e o governador faz tudo para derrotar o tucano Reinaldo Azambuja.

Vai entender – Parlamentar, que esteve hoje com o governador, garante que ele quer liquidar a eleição no primeiro turno. "Com meia dúzia de telefonemas, ele consegue 60 mil votos. E isso faz a diferença", confidencia. O candidato do PMDB é Nelsinho Trad, que segundo as pesquisas é o terceiro colocado.

Magoa - André Puccinelli culpa os marqueteiros de Nelsinho Trad pelo seu afastamento da campanha do ex-prefeito. Ele diz que não vai “rodar bolsinha” para aparecer. No horário eleitoral, o governador só apareceu pedindo votos para os candidatos da chapa proporcional.

Distantes - O governador está esperando a resposta de Nelsinho Trad sobre a proposta de irem juntos, incluindo-se Simone Tebet (PMDB), votar no domingo. No entanto, está desanimado. Ele acha que, por recomendação dos marqueteiros, isso não vai acontecer.

Cola eleitoral - Aos mais próximos, André Puccinelli revela a lista dos candidatos que terão seu voto no domingo. Para presidente, Dilma Rousseff (PT), governador, Nelsinho, senador, Simone, deputado federal, Tereza Cristina (PSB) e estadual Antonieta Amorim (PMDB).

Continua - A romaria continuou ontem na Governadoria, no Parque dos Poderes. A fila foi liderada pelo ex-vereador de Campo Grande, Waldemir Poppi, Iara Costa (PHS) e Beth Félix (PTdoB). Todos foram buscar “a benção” do governador.

Maior colégio – Os três candidatos a governador vão priorizar Campo Grande no encerramento da campanha no sábado. Delcídio do Amaral promete uma caminhada com aliados no Centro. Nelsinho e Reinaldo estão organizando carreatas para mostrar força e conquistar o eleitor de última hora.

PesquisasCandidatos estão apostando na divulgação das pesquisas sobre a eleição para o Governo. Azambuja prefere divulgar aquelas em que apontam o adiamento da decisão no segundo turno. Delcídio luta para liquidar domingo. Nelsinho não tem pesquisa, mas aposta na militância pelo segundo turno.

Emoção – O encerramento do horário eleitoral dos candidatos a governador de Mato Grosso do Sul foi marcado pela emoção. Delcídio apresentou propostas e prometeu ser o melhor governador do Estado em caso de eleição. Azambuja prometeu promover a mudança de verdade. Nelsinho usou a administração na Capital para conquistar o eleitor.

Inimigo – O prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP), deve acatar pedido do governador para ajudar a eleger Simone Tebet (PMDB). Neste quesito, a briga é pessoal, já que ajudará a impor a derrota a Alcides Bernal (PP). O ex-prefeito também propaga que derrotando a peemedebista atingirá Puccinelli.

(colaborou Ludyney Moura)

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions