ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 20º

Jogo Aberto

Sem corpo

Por Jogo Aberto | 15/06/2011 06:04

Durante sabatina aos candidatos a vaga para o TCE, o deputado Pedro Kemp lembrou que, apesar de ter deixado o cargo de secretário de Educação há mais de 10 anos, ainda hoje recebe notificações do Tribunal de Contas, com pedido de esclarecimentos sobre gastos no governo.

E a sabatina produziu cenários inimagináveis há dez anos. O PT apareceu como principal parceiro do PR de Antonio Carlos Arroyo, para contrariar preferência do governador André Puccinelli à senadora Marisa Serrano. Outra cena que deixaria qualquer petista incrédulo nos idos de 2001 foi a do ex-PT e atual PSDB Ben-Hur Ferreira grudado nas costas da tucana, como maior apoiador da senadora atualmente.

Motivo de orgulho dos deputados estaduais, a todo momento durante a sessão para ouvir Marisa Serrano e Antônio Carlos Arroyo os parlamentares lembraram que a Assembleia de Mato Grosso do Sul é pioneira em sabatinas para escolha de um membro do TCE.

O PT não perdeu a oportunidade e o deputado Pedro Kemp também registrou que foi a primeira vez na história do Legislativo que um membro da oposição ao governo presidiu a Comissão de Constituição e Justiça. Kemp assumiu o posto porque o titular da comissão, o deputado Arroyo, ficou impedido por ser candidato à vaga.

O deputado Laerte Tetila (PT) aproveitou para defender prefeituras junto ao TCE. Com contas rejeitadas em Dourados, quando era prefeito, ele pediu a Arroyo e Marisa, já que um deles será conselheiro, para que o Tribunal de Contas "alivie" para o lado do executivo municipal.

O Tribunal de Justiça julga hoje ação que contesta contratações sem concurso público na prefeitura de Bela Vista. O município faz a admissão de pessoal para prestação de serviços de saúde e educação alegando necessidade temporária de excepcional interesse público.

O projeto de lei do governo estadual, que recria a lei de incentivos fiscais no Estado, deveria ser apreciado ontem pela CCJR, mas por conta do processo no TCE ficou para a próxima semana. Dessa forma, o Estado continua sem nenhuma lei do tipo, já que o STF derrubou os principais artigos que vigoravam em Mato Grosso do Sul.

Depois de mais uma recusa da Secretaria de Saúde do Estado de assinar acordo sobre a Santa Casa, reunião marcada para hoje foi cancelada, depois de já ter sido adiada. O Ministério Público do Trabalho promete providências, mas na semana que vem.

Em 4 dias de festa junina, o Arraial de Santo Antônio recebeu 200 mil pessoas, segundo estimativa da prefeitura de Campo Grande. Só no domingo, com show de Paula Fernandes, foram 100 mil. O recorde preocupa quem foi até o local no dia 12, porque a Praça do Papa não suportou tamanha aglomeração.

A deputada Mara Caseiro (PTdoB) repudiou em tribuna ontem a demora do IML (Instituto Médico Legal) em Mato Grosso do Sul para liberação de corpos no interior. Trabalhador de 40 anos, morto em um acidente na madrugada de domingo em Eldorado, teve de ser encaminhado a Caarapó e o corpo só foi liberado dez horas depois.