A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/07/2012 07:00

Licitação do lixo

Jogo Aberto

Menos é mais

A empresa que vencer a licitação de mais de R$ 1,8 bilhão, ao longo de 25 anos, para administrar a coleta e o tratamento do lixo em Campo Grande vai poder aumentar o faturamento se conseguir algo que parece uma façanha. O edital estabelece que se a quantidade de lixo produzida na cidade for reduzida, aumenta a remuneração da empresa.

Na mesma proporção

O edital de licitação prevê que o aumento na remuneração será no mesmo percentual da redução da quantidade de resíduos depositados no aterro sanitário. O texto exemplifica: se houver redução de 5% de redução, serão 5% de acréscimo.

0800-lixo

A empresa que vencer a licitação em andamento para a coleta e o tratamento do lixo em Campo Grande vai ter que implantar serviços de atendimento ao consumidor tal qual as empresas que administram outros serviços públicos.

Para quê serve?

Um dos serviços que deverão ser disponibilizados ao consumidor é para a coleta de animais mortos, que hoje é um dos motivos de reclamação.

Separados por uma Assembleia

O deputado Diogo Tita arranjou esta semana um sósia para o deputado Lauro Davi no cinema americano. Para ele, o parlamentar do PSB é a cara de Jack Nicholson na pele do Coringa, do filme Batman.

Afastamentos

A campanha já começou, mas as autorizações para desligamento de servidores para o pleito só estão saindo agora. Só ontem, foram publicadas 16 no Diário Oficial do Estado.

Virou sapo

A incorporadora mexicana chegou a Campo Grande prometendo muito, mas dois anos depois, parece o príncipe que virou sapo. Quem comprou e já recebeu, está insatisfeito. Quem espera, está revendo. É esperar para ver como mais esse abacaxi imobiliário vai ser descascado.

Por outro lado

Mais um empreendimento de luxo está em construção em Campo Grande. A incorporadora está construindo um condomínio para bolsos endinheirados na vizinhança do Parque dos Poderes.

Não apoio

Já tem candidato a vereador passando a tesoura nos adesivos para arrancar o nome do seu candidato a prefeito. A esperteza foi comentada pelo sempre atento Youssif Domingos, ex-deputado estadual e ex-vereador, nas mídias sociais.

Esperteza

O comportamento reprovado por Youssif, que classificou de lamentável, significa que, muito provavelmente, o candidato recebeu da coligação o material de campanha, mas quis divulgar só o próprio nome, sem atrelar ao candidato a prefeito.

Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...
Assembleia agora tem 8 "independentes"
Mais uma – Depois de votar com o governo por três anos e meio, a deputada estadual Grazielle Machado(PSD) anunciou que agora será “independente”, ass...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions