A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


20/06/2017 06:00

No DF, Marquinhos tenta liberar recursos para projetos parados

Marta Ferreira

Correndo atrás- Com viagem marcada para Brasília nesta terça-feira (20), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) disse que vai pedir liberação de verbas e projeto parados nos ministérios.

Destravando - Durante sua visita, Trad espera destravar as obras do Ceinfs (Centros de Educação Infantil) que estão paradas e da UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do bairro Arnaldo Estêvão de Figueiredo.

Comitiva - Junto com Marquinhos, também vão a Brasília a secretaria de Cultura e Turismo, Nilde Brum, e a responsável pela Central de Projetos, Catiana Sabadin.

Compromisso - Nesta segunda-feira. o prefeito tinha um encontro marcado para as 9h para a discussão do Plano Diretor, mas com agenda lotada ele chegou quase 11h e recebeu um "puxão de orelha" dos participantes. Um do presentes agradeceu o prefeito pela oportunidade, mas pediu pontualidade nos próximos encontros.

Eu não – Ao contrário do presidente da República, Michel Temer (PMDB-SP), que vai processar Joesley Batista, dono do grupo J&F, por acusações feitas em entrevista à revista Época, o deputado federal Zeca do PT afirma não ter intenção de entrar com ações judiciais contra o empresário.

Provas – “De maneira alguma, falar até papagaio fala. O ônus da prova cabe a quem acusa”, respondeu Zeca, ao ser questionado sobre a possibilidade de entrar com um processo. Segundo Joesley, o ex-governador do Estado foi quem inaugurou o sistema de cobrança de propina em troca de incentivos aos frigoríficos JBS.

Não conhecia – Zeca alega que só conheceu Joesley em 2010, quando já estava fora do governo há 4 anos, e foi convidado para ir a São Paulo (SP) tratar da campanha ao governo do Estado. O petista relatou que o JBS teria doado R$ 1 milhão à executiva nacional do Partido dos Trabalhadores, que repassou o valor à sua campanha.

Quem fica? - O ministro do STF (Superior Tribunal Federal) Edson Fachin, intimou o deputado federal Vander Loubet (PT) a prestar esclarecimentos sobre quem são os advogados que o representam no inquérito 3990 – que trata de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e ocultação de bens. De acordo com os autos, advogados diferentes manifestaram-se no mesmo processo, em datas coincidentes em defesa do investigado.

Ciúmes – Reportagem do Fantástico sobre o corredor do tráfico em Mato Grosso do Sul provocou reclamações na Polícia Militar Rodoviária Estadual. O problema é que o material, longo, só falou das ações das forças federais.

Motivo – Entre os policiais, a queixa é de que o material ficou incompleto, por não informar ao público que a polícia estadual apreende quantidades expressivas. Faz sentido, pois o braço da PM destinado ao policiamento das rodovias patrulha mais de 10 mil km pelo estado todo, incluindo as chamadas rodovias usadas como ‘cabriteiras’ pelas quadrilhas.

Rotatória da Coca-Cola e a falta de educação
Boca-suja– O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, contou nesta semana que mudanças na confluência ent...
MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...
Senador critica "descaso" com Paraguai
Vizinho desprestigiado – O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, e o senador Pedro Chaves (PRB/MS) foram os dois únicos representantes de ...
Campanha tucana atrai 75% dos prefeitos
Apoio – Enquanto o MDB, antigo aliado histórico do PSDB, patinou para fechar sua candidatura do governo do Estado, os tucanos contabilizam adesões. N...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions