A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


23/08/2012 06:00

O dia seguinte

Jogo Aberto

Esfriou?

Depois de muito bate-boca e discussão na terça-feira (21) na Assembleia Legislativa por conta da divulgação de um vídeo de uma reunião política com a presença do governador André Puccinelli, a sessão de ontem (22) foi de plena calmaria, contrariando as expectativas.

Tudo bem

O candidato do PP, Alcides Bernal, e o deputado Eduardo Rocha, líder do PMDB na Casa, que protagonizaram a troca de farpas, estiveram em plenário, mas a campanha eleitoral nem foi lembrada.

Bola pra frente

Em entrevista nos corredores, Rocha disse que o candidato do seu partido na Capital, Edson Giroto, deve seguir sua campanha sem responder aos ataques dos adversários.

Propostas

“O Giroto tem é que continuar apresentando propostas, coisa que os adversários não fazem porque acho que não têm”, criticou, voltando a defender que o vídeo foi gravado numa reunião política dentro do diretório do PMDB e que não há irregularidades no que as imagens registraram.

Direito de resposta

A Justiça Eleitoral acatou pedido e concedeu direito de resposta ao candidato Edson Giroto em virtude de declaração de Alcides Bernal, concedida em entrevista à rádio FM Capital no último dia 15. Ao vivo, o progressista insinuou que a campanha peemedebista está contratando “milhares de pessoas” e que o dinheiro “está sendo utilizado para tentar convencer nossa população a votar num candidato governista”.

Continua

“Não é dinheiro deles é dinheiro que faz falta na saúde pública”, prosseguiu o candidato, na ocasião. A decisão foi emitida na terça (21) e assegura que a emissora foi notificada para cumprir o direito de resposta.

Ensino

Projeto de lei, que começou a tramitar na Assembleia Legislativa nesta semana, visa reconhecer os diplomas em Mato Grosso do Sul de pós-graduação feitas nos países do Mercosul.

Melhoria

A proposta atende reivindicação de estudantes que concluíram estes cursos em países como Paraguai e Argentina e não conseguem aproveitar os títulos em carreiras públicas estaduais.

Sem lei

O caos no trânsito de Campo Grande, com motoristas mal-educados, que desconhecem a legislação, aliados aos motociclistas irresponsáveis, está sendo reforçado, dia-a-dia, pela ausência de fiscalização. Agentes da Agetran e PMs da Ciaptran são raridades na cidade.

Pândega ruidosa

A Capital, com menos de 800 mil habitantes, ruas e avenidas largas, vê no seu cotidiano, congestionamento, longas filas (duplas, triplas...), fechamento de cruzamentos, situações inerentes às grandes metrópoles, que aqui chegaram cedo e parecem ter fincado raízes.

Improvisos endiabrados

As intervenções no trânsito, quando acontecem, têm sido para aumentar o caos ou, na melhor das hipóteses, para confundir. Exemplos estão nas ruas Joaquim Murtinho e Ceará. Num trecho de pouco mais de mil metros, rotatórias infernizam a paciência do motorista.

Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...
"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions