A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


13/12/2012 06:00

Quem vai ficar com o Aquário?

Obras do Aquário do Pantanal  em Campo Grande (Foto: Rodrigo Pazinato)Obras do Aquário do Pantanal em Campo Grande (Foto: Rodrigo Pazinato)

Pelo menos 4 grupos já demonstraram interesse em desenvolver os estudos para gerenciamento do Aquário do Pantanal, que está em construção em Campo Grande. Entre eles, há interessados de fora do País, como da Espanha, mas também brasileiros, incluindo o Projeto Pacu, pioneiro na criação de peixes em confinamento em MS.

Etapas
Previsto para ser entregue no fim de 2013, o Aquário deve ser gerenciado por meio de uma parceria com a iniciativa privada. Depois de finalizado o processo que convocou interessados em desenvolver estudos para o gerenciamento, vai ser feita uma licitação, para definir quem vai ficar com o negócio. Essa licitação está prevista para sair em março do ano que vem, conforme a previsão do secretário de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Carlos Alberto Said Negreiros.

Causa e efeito
As expulsões, divulgadas ontem (11), do vereador Lídio Lopes e do diretor-presidente da Emha, Paulo Matos, do PP, eram mais do que previstas. Há tempos eles externavam, publicamente, as divergências com o prefeito eleito e presidente do diretório estadual do PP, Alcides Bernal. Dessa forma, o partido sempre pareceu pequeno para comportá-los no mesmo lugar.

Mui amigos
Na campanha eleitoral, Lídio e Paulo Matos, principais lideranças do partido na Capital, passaram longe do palanque de Bernal. Matos até continuou no cargo na prefeitura do partido que disputou o segundo turno com o PP.  O hoje prefeito eleito, por sua vez, sempre declarou que não fazia questão do reforço dos colegas de partido.

Faz tempo
A rusga entre o trio é antiga. Em fevereiro deste ano, a confusão entre eles foi o centro das discussões em sessão na Câmara Municipal. À época, já se sabia que a briga havia começado bem antes.

Argumento
Em seu discurso, na ocasião, Lídio assegurou que não tinha oportunidade de diálogo com Bernal e que ele “fechava” as portas do partido. O prefeito eleito, por outro lado, sempre acusou Lopes e Matos de nunca terem trabalhado pelo partido.

Memória
Ao comentar ontem a reprovação de suas contas, que já motiva pedido de cassação pelo PMDB, Alcides Bernal tentou comparar a situação à da histórica eleição vencida por Puccinelli por uma diferença mínima, em 1996. Para ele, estão tentando um "terceiro turno". "Não é diferença de 411 votos, são 108 mil", afirmou.

Inversão
Bernal ainda procurou atacar, em vez de defender-se das afirmações da Justiça de irregularidade na prestação de contas. "Se for pra começar a discutir prestação de contas vamos ver do Giroto e de outros que se elegeram, inclusive aqueles que não se elegeram, embora foi consignado os que mais gastaram"

O encontro
Indagado sobre quando pretende se reunir com seu antecessor, Nelsinho Trad, que tem demonstrado preocupação com o andamento de obras e projetos, Bernal disse que "poderá' procurar o atual prefeito na semana que vem, a poucos dias de assumir a prefeitura.

Risco
Vários empresários já nos disseram que se a alíquota de ICMS for unificada em 4%, eles fecham suas fábricas em Mato Grosso do Sul e outros estados menores e migram para o Sul e Sudeste. É o que alertou durante reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária, nesta semana, o secretário de Fazenda do Mato Grosso do Sul, Jader Julianelli.

Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions