ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SÁBADO  18    CAMPO GRANDE 22º

Jogo Aberto

Sem atrair vereadores, partido de Bolsonaro aposta “em ex”

Por Caroline Maldonado, Fernanda Palheta, Gabriela Couto e Anahi Zurutuza | 16/04/2024 06:00
André Salineiro quando ainda era vereador (Foto: Facebook/Divulgação)
André Salineiro quando ainda era vereador (Foto: Facebook/Divulgação)

Eleições – O PL (Partido Liberal) não conseguiu atrair vereadores de Campo Grande durante a janela partidária. Alguns cogitaram o partido, mas foram para o PP (Partido Progressista). Na quinta-feira (18), no entanto, o PL vai filiar aquele que deve ser a maior aposta para conseguir espaço na Câmara Municipal nas eleições deste ano, o ex-vereador e policial federal André Salineiro. Mais votado em 2016, com 8.776 votos, o policial ingressou na Casa de Leis pelo PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira).

Motivação - Salineiro afirmou que escolheu o PL pela “afinidade de pautas que embasaram a maioria dos projetos” quando vereador, entre 2017 e 2020. “O que me motivou a voltar ao cenário político foi ver a situação do país encaminhando-se para um caos e a nossa cidade em boa parte inerte com seus representantes políticos”, afirmou o policial, ao lembrar que o partido terá ainda outros candidatos, nas palavras dele, “excelentes e pautados acima de tudo pela prerrogativa da honestidade e valores éticos”.

Cadê a duplicação? – O deputado estadual Pedro Caravina (PSDB) apresentou requerimento cobrando o TCU (Tribunal de Contas da União) e a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) mais celeridade na questão da duplicação da BR-163. A cobrança ocorreu após a morte de seis pessoas na rodovia, na quarta-feira (10) passada, no trecho que liga Campo Grande a Anhanduí.

Novidade - Os trabalhadores da educação inclusiva se organizaram e agora tem um sindicato. O Sintei-MS elegeu, no sábado (13), a primeira diretoria, formada por 13 membros.

Prioridade – A eleição teve participação de aproximadamente 40 profissionais. O sindicato quer agora marcar uma reunião com o secretário municipal de educação, Lucas Bittencourt, para apresentar as reivindicações da categoria, segundo o vereador Alírio Villasanti, o "Coronel Villasanti" (União Brasil), que ajudou na organização da eleição.

Presença constante – Durante o lançamento do Programa Restitua, o presidente do TJMS, desembargador Sérgio Fernandes Martins, ressaltou a parceria da gestão com a OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil). "Em todos os locais que eu fui até agora, a OAB nunca deixou de estar presente. Qualquer evento, desde gabinete de integração até no interior, em todos os locais sempre a OAB esteve presente e fazendo se representar", afirmou.

Presença de peso – O presidente do TJMS ainda apontou o engajamento no evento. "Em alguns momentos, o que me deixa feliz, a direção da OAB vem em peso, que é o caso aqui hoje. Temos aqui além do presidente da OAB, Bitto Pereira, a vice-presente, Camila Bastos", contou. O desembargador ainda citou o corregedor, o diretor tesoureiro e os conselheiros da entidade. "O que demonstra o que eu disse, de que há essa afinidade para ter esse relacionamento que é importante para que o Judiciário possa caminhar bem", completou.

Polêmica - Declaração dada em evento em Mato Grosso do Sul fez o presidente da OAB nacional, Beto Simonetti, ter de se explicar publicamente. Era uma quarta-feira, abertura da 4ª Conferência Nacional da Jovem Advocacia, em Bonito, e o advogado fazia discurso em tom crítico contra o Supremo Tribunal Federal, quando ouviu um "Fora, Xandão!" da plateia, e respondeu: "nós vamos chegar lá", segundo a Folha de S. Paulo. Dois dias depois, a OAB divulgou nota afirmando que Simonetti se equivocou, ouvindo o grito como se fosse "fala do Xandão" e que sua declaração se referia a debater sobre o STF.

Rede rival – A equipe de comunicação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aderiu à rede rival do X (antigo Twitter), a Bluesky ("céu azul", em inglês). A plataforma, que inicialmente proibia a entrada de chefes de Estado, anunciou a mudança de posição na sexta-feira passada, dia 15, quando Lula estava em Mato Grosso do Sul.

Estreia em MS – Aliás, a primeira publicação de Lula na concorrente da plataforma comandada por Elon Musk foi sobre o evento em Campo Grande (MS), quando o presidente despachou carga de carne com destino à China.

Nos siga no Google Notícias