A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


28/06/2011 06:00

Continua

Jogo Aberto

Relatório do CNJ, após inspeção realizada na Justiça sul-mato-grossense, mostra como são fartas as regalias aos juizes. Segundo o Conselho, em um dos episódios, um dos agentes de segurança do TJ foi flagrado às 14h30 prestando serviços particulares ao desembargador João Carlos Brandes Garcia, na casa do juíz.

Outro detalhe sobre magistrado, o Conselho Nacional de Justiça lembra que no dia da inspeção, o desembargador, nada interessado no trabalho de investigação, mandou assessor ligar, indagando sobre o que o CNJ apurava e se era indispensável a presença do magistrado para acompanhar os trabalhos.

O aeroporto internacional de Ponta Porã (MS) foi citado como um dos nacionais que receberam investimentos do governo federal, mas andam as moscas. Entre os 66 aeroportos da Infraero, ele é um dos quatro que têm menor movimento no País.

A Iagro prorrogou por mais 30 dias a sindicância que apura irregularidades no uso de telefone celular. Servidores abusaram e agora são investigados pela Agência.

A Cãmara de Vereadores de Três Lagoas está pegando no pé da Secretaria municipal de Assistência Social porque há 9 meses moradores esperam a liberação de recursos destinados a reconstrução de casas destruídas por temporal em setembro do ano passado.

Dizendo ainda não ter planos para 2013, quando deixará a prefeitura, Nelsinho Trad diz que pode integrar o governo. “O governador disse que poderia me convidar para fazer parte do governo dele. Se acontecer, ótimo. Se não der certo, não tem problema nenhum. Volto para o consultório feliz da vida”, comentou.

Mesmo assim, ele já sugere o trabalho que terá para concretizar o projeto de ser governador de Mato Grosso do Sul, em 2014. “Vou manter contato com vários amigos no interior afora”.

Sobre a chacoalhada no secretariado, da última semana, o prefeito recorreu à astrologia. “Sou virginiano. Sou perfeccionista, me cobro muito. E quero que os outros sejam assim também”.

O Detran, por meio da assessoria, informou que o serviço de vistoria e decalque em carros importados, feito fora do departamento, é antigo, baseado em resolução do Contran de 2008. O órgão esclarece que carros importados, geralmente, têm identificação do número do motor mais difícil e, por conta disto, o motorista tem de levar o veículo para ser feito o trabalho fora do Detran, que não tem “equipamento e pessoal especializado” para identificar a numeração.

Mas é comum também que carros nacionais tenham o mesmo problema, embora o próprio Detran admita que os casos incidam mais sobre o veículo importado. Há uma lista no site do órgão que lista 18 empresas credenciadas, em 13 cidades do Estado, para execução da vistoria especializada que custa em torno de R$ 80 nas mecânicas.

Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...


Reproduzindo: “...O órgão esclarece que carros importados, geralmente, têm identificação do número do motor mais difícil e, por conta disto, o motorista tem de levar o veículo para ser feito o trabalho fora do DETRAN...”. Tal afirmação demonstra total incompetência de um órgão que só arrecada e presta um péssimo atendimento ao cidadão que depende exclusivamente de seus serviços, bem ou mal feitos.
Afinal, “o povo é que se exploda”, (Chico Anysio em um de seus personagens).
 
Alessandro Jacometo em 29/06/2011 09:18:49
Em dezembro de 2010, foi assinada uma resolução do Detran do MS, autorizando as ECV's, que são empresas autorizadas pelo DENATRAN, a efetuarem o laudo de vistoria veicular no estado do Mato Grosso do Sul, isso será de suma importantância para toda a população, pois teremos um espaço mais adequado para fazermos nossas vistorias.

Onde será feitas por fotos difigitais e autorizadas por biometria, isso tudo interligada diretamente com o DENATRAN em Brasilia, isso será muito bom a todos, pois irá ajudar os DETRAN E CIRETRAN DO MS, a agilizart os serviços.

Parabéns ao DETRAN pela atitude.
 
Marcio Medina em 28/06/2011 11:10:06
É complicado quando o órgão exige uma vistoria na qual não tem condições de realizar. Não seria hora de "especializar-se"?
 
CHRISTOPHER PINHO FERRO SCAPINELLI em 28/06/2011 10:21:00
O que o nosso Detran precisa fazer, pagar curso para os funcionários (do serviço de vistoria e decalque) para aprender a fazer este tipo de serviço pois o nosso estado faz divisa com alguns países e este serviço é interessante o nosso Detran fazer. Como o Detran não funciona no período da tarde, é só colocar estes funcionários a tarde neste curso.

Vamos lá Detran vamos mostrar para o Brasil como se faz um bem feito.
 
ismael cristal em 28/06/2011 03:57:39
O pior de tudo são as desculpas que arranjam para se justificar. A culpa, segundo o Detran, é do Denatran e o Denatran utiliza uma "lei" não criada pelo Legislativo e os Detran's obedecem cegamente. Ou seja: um segura e o outro enfia a faca e fica por isso mesmo. O povo só gritando em desespero. Onde andam os Ministérios Públicos Federal e Estadual, defensores da Sociedade? Isso é assalto com coerção, coação e constrangimento. Resposta qualquer idiota dá, como o Detran. Solução, só os competentes e interessados nos direitos públicos. Vamos aguardar as respostas dos competentes Ministérios Públicos.
 
Euclydes Bezerra de Souza Jr em 28/06/2011 02:15:20
Sobre a nota "Um parto", neste mesmo dia o vendaval derubou total ou parcialmente 11 casa em um assentamento rural em Selviria, todo o projeto foi feito e encaminhado para a Defesa Civil e aprovado, porém o Comando do Poder em Brasília ainda não liberou os recursos e algumas famílias estão morando de favores pois as condições são "difíceis", aí me pergunto, porque esse Governo Federal deixa de socorrer o brasileiro e dá dinheiro "e muito" para Venezuela, Bolívia e ainda tem a ousadia de informar que os gastos com o lazer "Copa do Mundo" são sigilosos. Vejo que somente para Deus a vida humana tem mais valor do que as outras coisas.
 
Nilson Pedro em 28/06/2011 01:27:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions