ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  10    CAMPO GRANDE 27º

Jogo Aberto

Trava judicial

Por Jogo Aberto | 02/08/2012 06:00

Queixa

Deputados estaduais analisaram uma particularidade nas eleições deste ano: o “peso” da Justiça Eleitoral no processo. Na opinião de Junior Mochi (PMDB) o pleito está “judicializado” demais. Para o parlamentar, o exemplo é a enxurrada de impugnações, segundo ele, muitas sem procedência e utilizadas como armas por adversários.

Responsabilidade inversa

Cabo Almi (PT), vice de Vander Loubet na disputa pela Prefeitura da Capital, reclamou que a Justiça Eleitoral dita o ritmo da campanha e cada juiz decide conforme sua conveniência em diversos municípios. Segundo ele, falta uniformidade no cumprimento da legislação eleitoral.

Agora aguenta

A música “Eu Quero Tchu E Tcha”, sucesso da dupla João Lucas e Marcelo, ganhou mais uma versão de jingle para campanha no Estado. Depois do “Eu quero 15 eu quero já”, letra para embalar votos para a candidatura de Edson Giroto à prefeitura do PMDB, agora o hit deve se propagar em Paranaíba.

Tita

“Eu quero Ti, eu quero Ta. A garotada treme”, explicou o deputado Diogo Tita (PPS), candidato a prefeito no município.

Moção

Deputados estaduais demonstraram solidariedade a Pedro Kemp (PT) pela morte do pai do parlamentar petista. A Assembleia Legislativa dedicou moção ao falecimento.

Televisão

O comando de campanha de Reinaldo Azambuja à Prefeitura de Campo Grande aposta no início da propaganda eleitoral gratuita na televisão para alavancar a candidatura tucana. Segundo o deputado Márcio Monteiro (PSDB), o desempenho do peesedebista só será analisado com maior precisão após o início da propaganda na tevê.

Números

O partido sabe que um dos principais desafios é fazer a população da Capital conhecer o deputado federal. Mas veem como vantagem a baixa rejeição de Azambuja, demonstrada em consultas internas.

Inversão

Para complicar ainda mais essa tarefa, material de divulgação da campanha da aliança PSDB/PPS, divulgado ontem, trazia o nome do candidato a vice, Athayde Nery, com um destaque bem superior ao do próprio candidato a prefeito. Era uma divulgação sobre entrega de propostas ao Crea.

Toma lá da cá

Em Aquidauana, uma dívida da Prefeitura com o antigo Banco dos Santos virou munição para a campanha. De um lado, o prefeito de Aquidauana (PMDB), Fauzi Suleiman, que busca reeleição, é acusado de não ter apresentado defesa para evitar o problema. Do outro, a administração do ex-prefeito José Henrique Trindade (PDT), outro candidato, é apontada como responsável pelo surgimento do débito.

Sou eu!

O candidato do PP à Prefeitura de Campo Grande, Alcides Bernal, voltou a afirmar que sua candidatura será marcada pela economia de recursos. O progressista disse que é o próprio marqueteiro da campanha e quem dá as diretrizes de seu programa é a população.

Trabalho inglório

A reforma do sistema carcerário brasileiro esteve na pauta entre os deputados estaduais e do presidente da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), Henrique Nelson Calandra. Segundo o presidente da entidade, é possível implantar programas para recuperar detentos com ações desenvolvidas pelos estados. Ele afirmou que o País tem meio milhão de presidiários, sendo 240 mil provisórios. Outros 160 mil mandados estão para serem expedidos porque aguardam vagas nas unidades prisionais, informou Calandra.