ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 23º

Arquitetura

Campanha tenta resgatar fotos antigas da Igreja São Benedito

Se você tem fotos antigas, vídeos ou algum registro da Igreja de São Benedito e da Comunidade Tia Eva, ajude a equipe do projeto

Por Thailla Torres | 11/09/2020 12:10
Atualmente na Arca (Arquivo Histórico de Campo Grande) possui apenas uma foto dos anos 2000.
Atualmente na Arca (Arquivo Histórico de Campo Grande) possui apenas uma foto dos anos 2000.

Atualmente as memórias fotográficas da Comunidade Tia Eva são escassas, o que gera uma dificuldade para a equipe que desenvolve da Igreja de São Benedito e a requalificação do seu entorno. Por isso, o grupo iniciou uma campanha onde toda a população pode participar. O foco é enriquecer a história do local resgatando fotos antigas do local.

Segundo a equipe que desenvolve o projeto, atualmente na Arca (Arquivo Histórico de Campo Grande) possui apenas uma foto dos anos 2000, e na própria comunidade também não se tem fotos mais antigas, fator que motivou o grupo criar a campanha. “Tivemos a ideia de criar a campanha com o foco de recuperar essa memória iconográfica, e assim podermos ver quais transformações ocorreram com o passar do tempo, se existiam outros elementos que se perderam, como era a utilização em torno do local pelas pessoas entre vários outros pontos que podem enriquecer e muito nosso projeto,” ressalta o Arquiteto e Urbanista João Santos.

Como ajudar - Se você tem fotos antigas, vídeos ou algum registro da Igreja de São Benedito e da Comunidade Tia Eva, ajude a equipe do projeto a contar a história. É bem simples, poste seu registro e marque @projetotiaeva pelo Instagram ou Facebook ou mande pelo direct.

Entenda o projeto – Recentemente o Lado B mostrou os detalhes do projeto, que é coordenado pelo arquiteto e urbanista Eduardo Melo, que é mestre em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos, além da equipe que é formada pelo arquiteto e urbanista João Santos, a arquiteta e urbanista Regina Maura Lopes Couto Cortez, a arquiteta e urbanista Rayssa Almeida e o engenheiro civil Luiz Henrique Dantas da Silva.

A escolha da Igreja de São Benedito para receber um projeto de restauro, se deu pela sua relevância histórica e cultural e por estar diretamente relacionada as manifestações culturais da comunidade, “que é detentora da memória coletiva daquele território”, enfatiza Eduardo.

Confira a reportagem completa aqui.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário