ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 31º

Artes

Após 24 anos, Odacil decidiu tirar documentário histórico da gaveta

Inspirado por livro, Odacil dirigiu e roteirizou documentário sobre a Retirada da Laguna

Por Aletheya Alves | 08/06/2024 10:25

No início dos anos 2000, o jornalista Odacil Canepa decidiu que se dedicaria à produção de um documentário sobre a Retirada da Laguna e realmente colocou o projeto em ação. Mas, com o passar do tempo, o vídeo acabou ficando guardado. Agora, 20 anos depois, o diretor finalmente tirou o documentário da gaveta.

Sul-mato-grossense, Odacil mora em Brasília, mas quis retornar ao projeto desenvolvido em Mato Grosso do Sul.  Sobre o início da ideia, ele conta que havia relido o livro de Visconde de Taunay e se inspirou.

Para o jornalista, o texto é a primeira grande reportagem escrita no Brasil durante o período imperial. No livro, Taunay narra sobre o episódio da Guerra do Paraguai.

“A  riqueza de detalhes, a narração direta e o texto emocionante me levaram a ter a ideia de produzir e gravar esse documentário. Quando comecei a gravar, ainda vivia em Campo Grande”, conta o jornalista.

Para mergulhar ainda mais no tema, Odacil conseguiu uma cópia do filme “Alma do Brasil”. “Depois, produzi um roteiro em cima do livro do Taunay. Gravamos em Miranda, Nioaque, Aquidauana, Bela Vista e na fazenda Laguna, já em território do Paraguai”.

No processo de gravação, a equipe refez o roteiro da retirada, da marcha dos voluntários da pátria. Também entrevistaram historiadores, biógrafos e pessoas em geral que moravam nas cidades em que aconteceu o fato e não sabiam sobre a história.

“Entre os entrevistados destaco dois personagens que já não estão aqui, Hildebrando Campestrini, um intelectual do Estado que tinha grande conhecimento do assunto, e o escritor Acyr Vargas Guimarães, autor do livro "700 léguas a pé” que também relata o episódio da Laguna”, diz Odacil.

De forma geral, ele explica que o documentário ficou engavetado por mais de uma década devido aos seus compromissos profissionais.

“Já estava quase desistindo da ideia, mesmo com o material roteirizado, editado e pronto. Como vivo em Brasília perdi um pouco o tempo de exibi-lo, mas agora a TV Educativa (de MS) se dispôs a mostrá-lo”.

E, em relação à contribuição do documentário, o jornalista relata que a expectativa é ver a produção ser usada como fonte de consulta no futuro.

Ainda com data a ser definida, a exibição será na televisão aberta, especificamente na TV Educativa de Mato Grosso do Sul e no Agro Canal (que está na parabólica). Ainda negocio a exibição na TV senado.

“O documentário deve ser exibido no fim deste mês. Essa é a ideia, para comemorar o aniversário da Retirada da Laguna. A data exata ainda estamos confirmando com a TVE-MS”, completa.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias