A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

26/06/2018 12:45

Fãs chamam Ilton de "pai de todos" e se despedem entre quadros de museu

Artista plástico era filho da consagrada escultora primitivista Conceição dos Bugres e, atualmente, morava no sul do país

Danielle Valentim e Thaís Pimenta
Chegada de caixão ao Marco de Campo Grande. (Foto: Saul Schramm)Chegada de caixão ao Marco de Campo Grande. (Foto: Saul Schramm)

Filho da consagrada escultora primitivista Conceição dos Bugres, Ilton Silva nasceu em berço artístico e foi velado em meio a quadros expostos no Marco (Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande. A cerimônia realizada hoje (26) contou com a presença do governador Reinaldo Azambuja, secretário de cultura, familiares, amigos e fãs do pintor, que ressaltaram o legado de “pai de todos”.

O artista plástico e grafiteiro Guto Naveira pontua que Ilton foi um grande mestre, que com humildade levava a arte com muito carinho. “Sempre fez questão de deixar as portas abertas para a nova geração. Ele sempre se renovou, se manteve atento a novas técnicas e estudou para isso”, disse o artista, emocionado e agradecido de ter dito em vida a Ilton, que ele sempre foi seu mestre.

O amigo e artista plástico Antônio Pedro Alcântara, definiu Ilton como "Patrimônio Histórico do Universo". “Nos últimos 50 anos Ilton foi o único artista que conseguiu criar sua própria marca, sua própria identidade. Ele deixa um legado de humildade dentro da classe artística sul-mato-grossense, por sempre ter sido um pai de todos”.

Alcântara ressalta que Ilton seguiu a lei da vida, deixando seus cinco filhos bem formados, com caráter, principalmente, com a arte em suas vidas.

Tivemos preocupação em fazer com que o velório fosse momento de reconhecimento à notoriedade do Ilton, disse Lúcia, diretora do Marco. (Foto: Saul Schramm)"Tivemos preocupação em fazer com que o velório fosse momento de reconhecimento à notoriedade do Ilton", disse Lúcia, diretora do Marco. (Foto: Saul Schramm)
Ilton deixou cinco filhos, Diego, Juan, Pablo, Abílio e Márcia, mas apenas Juan e Abílio seguem a carreira artística. (Foto: Saul Schramm)Ilton deixou cinco filhos, Diego, Juan, Pablo, Abílio e Márcia, mas apenas Juan e Abílio seguem a carreira artística. (Foto: Saul Schramm)

A diretora do Marco, Lúcia Monte Serrat Alves Bueno, falou sobre a preocupação e responsabilidade da cerimônia ser realizada no museu. “Tivemos preocupação em fazer com que o velório fosse momento de reconhecimento à notoriedade do Ilton. Hoje, mais do que nunca, é um momento de reconhecer o trabalho desse artista de grandes experimentações”, disse.

O governador Reinaldo Azambuja e o secretário de cultura do Estado, Athayde Nery chegaram ao velório por volata das 11h30, cumprimentaram a família, e falaram com a imprensa.

“É uma grande perda para Mato Grosso do Sul, nosso Estado perde um grande ícone e que levou nossa arte mundo a fora”, disse o governador. “O Marco já tem uma exposição fixa de Ilton e junto com a Lúcia, a Fundação de Cultura pretende nomear uma sala do Marco como Ilton Silva e promover mais e mais exposições como forma de reconhecimento do nome do artista”, completou Athayde.

Ilton deixou cinco filhos, Diego, Juan, Pablo, Abílio e Márcia, mas apenas Juan e Abílio seguem a carreira artística. “Estamos no sul há 20 anos e há 9 na cidade de Itapoá. Papai já estava debilitado por causa do vício do cigarro e, por isso, buscamos a tranquilidade de uma cidade pequena, para trazer mais equilíbrio para sua saúde. Sempre foi uma briga dentro de casa fazer com que ele parasse de fumar, mas nunca conseguimos e ele veio a falecer desse mal”, disse. Diego, um dos filhos.

Diego conta que por ele, a família faria uma cerimônia simples em Itapoá, mas ele sabe que seria egoísmo por parte dos filhos, privar Mato Grosso do Sul, desta despedida.

Maior leilão do mundo – Diego, que também acompanha a cerimônia no Marco, revelou ao Campo Grande News, que um marchand - pessoa que negocia ou comercializa obras de arte -, que não teve o nome revelado, levou 30 quadros de Ilton para o exterior.

Como esperado pelos admiradores de Ilton, os trabalhos serão vendidos no Christie – maior leilão de obras de arte do mundo. Segundo Diego, a novidade foi anunciada à família por Leonor Lage.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.