A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

16/09/2017 07:05

Revoltada com censura, Viviane Mosé lembra que a arte não tem limite

Mariana Lopes
Viviane esteve em Campo Grade para uma palestra na Noite da Poesia (Foto: Raoni Ramires)Viviane esteve em Campo Grade para uma palestra na Noite da Poesia (Foto: Raoni Ramires)

"A arte é livre, arte é arte, e não está ali para dizer que é para fazer aquilo que ela está mostrando, a arte é uma expressão, ela não pode ter limite, nunca teve". Ao dizer estas palavras, a filósofa Viviane Mosé expressava toda a indignação que sentia sobre o caso da exposição Cadafalso, da artista plástica Alessandra Cunha, que foi denunciada nesta semana pelo parlamento. Uma das telas da autora foi apreendida com a acusação de incitar a pedofilia. 

Avessa ao radicalismo, a filósofa destaca que a internet mudou o curso do mundo e que hoje em dia a censura não é mais capaz de calar a voz do povo. "A gente tinha uma sociedade na qual os lugares estavam marcados, tudo estava no lugar (em um lugar torto, mas estava). A internet desfez a lógica, a gente está reconstruindo a sociedade", alega Viviane.

Às reações deste tipo, Viviane  diz que chama de radical de direita. "Que tem mania de trazer de volta a censura, assim como tem gente que pede de volta o regime militar, é o desespero daqueles que estão perdendo o poder, pois hoje, quem tem poder é a internet", afirma.

Sobre o fracasso previsto de uma possível ditadura, Viviane responsabiliza o poder do compartilhamento. "A censura pode até tirar um quadro de uma parede, mas a foto dele vai ser infinitamente compartilhada".

A filosofa bate na tecla de que o poder está mudando de mãos e é necessário que todos estejam atentos a este novo ciclo. "O presidente dos Estados Unidos quer colocar o país de novo da ponta do mundo, mas não há mais ponta, só tem rede", argumenta. 

Ela critica enfaticamente as reações negativas às exposições apresentadas. "As pessoas não entendem que acabou, perdeu. A sociedade tem que se reorganizar, os artistas precisam se organizar, os jovens. Nós temos que nos contrapor a eles, eles são menores, são apenas os últimos desesperados que estão vendo que não têm controle. A gente não pode deixar isso acontecer. Os artistas tem que protestar, a juventude tem que protestar, pois são eles que daqui alguns anos estarão no poder", provoca a filósofa. 

Para ela, a visibilidade que a internet proporciona de todas as situações é o ponto chave da questão. "Quem estava meio escondido com vergonha de mostrar seu preconceito, seu racismo, hoje aparece. Mas aparecer não para gente cortar, temos o direito de viver a diferença, as pessoas tem que viver suas vidas com respeito", destaca.

A filósofa encerrou a entrevista resslatando que o espaço da arte é o da experimentação e ela ainda explana sobre a tão polêmica liberdade expressão. "O artista se expressa através da arte. Se uma pessoa não gostou, ela tem todo o direito e liberdade de dizê-lo, de expressar o descontentamento, mas isso da o direito a ninguém de retirar a arte da parede", finaliza.

Viviane Mosé é uma poetisa, filósofa, psicóloga, psicanalista e especialista em elaboração e implementação de políticas públicas. Mestre e doutora em filosofia pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ela veio a Campo Grande para ministrar uma paletra na Noite da Poesia.




É inacreditável seria comico se não fosse trágico ,dizer que arte não tem limite tem sim algumas arte o limite é a latrina,por essas e outras que nosso pai figura terceiro mundo,porisso nossa cultura vai de mal a pior os nossos filmes são só pornagrafia nossas novelas é ima mercadorias nossos políticos corruptos e aina por diante.
 
Bonerge em 16/09/2017 18:51:08
No comentário anterior tive pouco espaço para fazer minhas colocações, por isso acrescento aqui mais algumas considerações chocantes para mostrar a incoerência da filósofa.
Por que ela não se apresentou nua para no evento? Até para dizer que está fazendo uma “exposição ambulante”? Que o corpo lhe pertence e que ela faz o que bem entende com o mesmo?
Por outro lado, fala-se em censura, mas parece que não se tem consciência de que o que estão fazendo é censura, não permitindo o contraditório.
Também temos que saber que cuidado não é censura, pois a Viviane mesmo se apresentou vestida, e não, nua, demonstrando zelo, que todos tem, em relação às vestimentas.
Arte também tem que ter regras, assim como as pessoas tem, não saindo por aí nuas!
 
TRAPP em 16/09/2017 08:10:37
Os comentários feitos no Campo Grande News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
Essas são parte das regras deste portal para publicar comentários, e isso não é censura, mas zelo, com o qual estou de acordo.
 
TRAPP em 16/09/2017 07:55:02
imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.